Wesley Safadão e Thyane Dantas podem responder ao Ministério Público por vacina

Casal está sendo investigado por furar a fila e mudar o local da vacinação.

0
Wesley Safadão e Thyane Dantas
Reprodução: Instagram

O cantor Wesley Safadão e a esposa, Thyane Dantas, podem responder ao Ministério Público do Ceará após serem vacinados. O cantor teria mudado de posto propositalmente, para que pudesse receber o imunizante da Janssen – que é dose única. Enquanto isso, a influencer não constava em nenhuma lista de agendamento, portanto, teria furado a fila. Saiba detalhes!

Wesley Safadão e Thyane Dantas podem responder por vacina

O MPCE confirmou que está apurando o que houve e informa que ambos, “no momento oportuno, poderão sim ser chamados” para depor e a data da convocação para a resposta dos investigados “só serão decididos após a resposta das informações solicitadas a Secretaria de Saúde de Fortaleza”.

Ademais, o órgão aponta que a investigação ainda está em andamento. “Devemos, sim, seguir os ritos e normas pertinentes a todo procedimento investigatório. Isso tudo vai depender do desenrolar das apurações. O MPCE informa que os fatos ainda serão apurados, com responsabilidade e dentro das regras do ordenamento jurídico brasileiro. Ao final, o MPCE decidirá se há elementos concretos para dar continuidade à investigação”, conclui o documento.

Thyane Dantas, esposa de Wesley Safadão
Reprodução: Instagram

Casal se pronuncia após polêmica

Por meio da assessoria de imprensa, o casal prestou esclarecimentos. “Thyane foi acompanhar o Wesley na vacinação e existe uma coisa que todos têm acesso, não foi benefício dela, que é a dose de sangria. Cada dose dá em média um número de aplicações, depende de qual for, e se não forem aplicadas na hora, são descartadas. Por esse motivo, os profissionais estão autorizados a aplicar em quem estiver no local, mesmo que não esteja no dia certo para vacinação, para que não haja descarte do material”, explicam.

No entanto, a polêmica só ficou pior: essa ‘sangria’ ainda não está sendo aplicada em Fortaleza, já que o projeto – aprovado na Câmara Municipal – ainda não foi sancionado pelo prefeito Sarto Nogueira. A população em geral até pode ser vacinada, mas é necessário fazer um agendamento prévio – e, como dito anteriormente, o nome de Thyane não consta na lista do dia em questão. Já Safadão estava na data correta, por fazer parte da faixa etária exigida, entretanto, mudou o posto ao saber qual vacina estava sendo aplicada no local. Aí complica, né?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.