Wagner Moura acredita em ‘portas abertas’ para brasileiros em Hollywood

Artista lutou para interpretar um brasileiro na série 'Iluminadas'.

0
Wagner Moura acredita
Reprodução

Novos ares para os atores brasileiros no cinema? Pelo menos, é isso que Wagner Moura acredita. Após anos de ‘exclusão’, o ator aponta que as portas de Hollywood finalmente estão mais abertas para artistas latinos e reflete sobre seu sucesso no exterior. Atualmente, o astro é coprotagonista da série ‘Iluminadas’, da Apple+, com Elisabeth Moss no elenco.

Wagner Moura acredita que portas de Hollywood estejam se abrindo para brasileiros

Em entrevista ao Notícias da TV, o artista analisa sua trajetória e admite que se preocupou em protagonizar ‘Narcos’, sobre o conhecido narcotraficante Pablo Escobar. A tensão vinha devido ao preconceito dos norte-americanos com produtos em outras línguas – a série era toda em espanhol. “Eu me lembro que quando eu fazia ‘Narcos’, nossa grande discussão com os produtores era se os americanos iam conseguir assistir a uma série com legenda. Isso foi em 2015. Pouquíssimos anos depois, ‘Parasita’ ganhou o Oscar. Essas barreiras vão sendo derrubadas a cada ano, a cada mês. A tendência é, sim, ver muitos talentos do Brasil fazendo filmes em outras línguas”, admite.

Personagem brasileiro

E o ator está batalhando para que mais personagens latinos, especificamente brasileiros, apareçam nas obras estadunidenses. Em ‘Iluminadas’, por exemplo, ele interpreta Dan Velazquez, um jornalista alcoólatra que se une à protagonista, Kirby (Elisabeth Moss) em busca de um serial killer. Uma das principais características é, justamente, o fato dele ser brasileiro também na trama. “O fato dele ser brasileiro e falar português foi uma coisa que eu trouxe. No livro, Dan é porto-riquenho. E era uma coisa importante para Silva (Luisa, showrunner da série), porque a família dela é dominicana e tem ligações com essa origem. Então, eu tive que convencer de que seria muito mais orgânico eu fazer um personagem pai, imigrante, que fosse brasileiro, de onde eu vim”, relata.

Ademais, o ator revela que a showrunner não defendeu a ideia no início, mas foi só ver Moura em cena que acabou se dando por vencida e confirmou que tomou uma decisão em seguir com um Dan brasileiro. “Ela não queria fazer isso. Foi lá pelo terceiro episódio que ela chegou para mim no set e agradeceu minha proposta. Ela disse: ‘Foi ótimo você ter proposto isso. É lindo ver você falando português com esse menino, é orgânico’. Tem coisa que você vai propondo. Algumas rolam, outras não”, analisa, por fim.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.