Você já ouviu falar da ASIA, a doença do silicone?

0

Como a mamoplastia de aumento é a cirurgia plástica mais realizada no brasil, também é a cirurgia que mais pode ter contratempos. Você já ouviu falar da “Doença do Silicone”? O termo médico para a doença é Síndrome Autoimune Induzida por Adjuvantes (ASIA).

Origem

A Síndrome ASIA vem do inglês Autoimmune Syndrome Induced by Adjuvants e trata-se de uma reação autoimune ou inflamatória atribuída à exposição a uma substância estranha ao organismo, que pode tanto ser o silicone das próteses, como outras substâncias.

Reação semelhante aconteceu com os veteranos americanos e britânicos nas operações Escudo do Deserto e Tempestade do Deserto, ficando conhecida como Síndrome da Guerra do Golfo (SGG). Estes soldados não sofriam de doenças reumáticas clássicas, mas apresentavam sintomas próprios destas entidades como artralgia, mialgia, linfadenopatia, fadiga crônica, eritema malar e doença tireoidiana autoimune.

Sintomas da ASIA

Como toda doença autoimune, ela ocorre quando sistema imunológico ataca uma estrutura do próprio organismo, podendo causar: fadiga, dor nas articulações, erupção cutânea e outras características de processos inflamatórios ou alérgicos.

Por que acontece?

Nós sabemos que o silicone é um material biocompatível e seguro, então por que isso acontece?Não é toda mulher que vai desenvolver a Síndrome ASIA. Porém, somente as que já têm uma tendência, um fator genético que a torne predisposta ao desenvolvimento de uma doença autoimune.⠀

A boa escolha das próteses, avaliação das condições biológicas do paciente e o ambiente cirúrgico são fatores importantes para que casos como esse não ocorram.

Grupo de risco para ASIA

Nesse sentido, pacientes com doenças autoimune ou com forte histórico familiar de doenças autoimunes fazem parte do grupo de risco.

Por isso, encontre um profissional experiente que faça seu procedimento de forma segura!⠀

E você, já tinha ouvido falar em Síndrome ASIA? Então, deixe o seu comentário.

Por fim, veja também: O que são doenças autoimunes?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.