Você dá importância para a estética íntima?

0

Assim como as demais partes do corpo, as regiões íntimas também apresentam desgastes naturais e inevitáveis, que acompanham o avançar da idade. Elencamos, hoje, três dos principais tratamentos para estética íntima.

Dados sobre estética íntima

De acordo com dados da Pesquisa Estética Global de 2018, o Brasil é o segundo no ranking de cirurgias estéticas. O destaque do levantamento são os procedimentos de rejuvenescimento vaginal, que registraram crescimento de 23% de 2016 a 2017.

E em 2015, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mais de 12,8 mil mulheres se submeteram à labioplastia, procedimento de estética íntima que corrige a hipertrofia dos pequenos lábios.

Radiofrequência íntima

Considerado o mais seguro e confortável para solucionar os problemas estéticos e fisiológicos que acometem as mulheres com o envelhecimento. Esse procedimento de estética íntima trata secura vaginal, sensibilidade reduzida, envelhecimento vulvar e, principalmente, a flacidez dos grandes lábios.

Veja mais sobre radiofrequência aqui.

Clareadores íntimos

O escurecimento da região genital e das virilhas pode acontecer por diversos motivos e a tendência é aumentar gradativamente com o tempo, se as causas não forem corrigidas. Mas você pode tratar esse problema diferentes maneiras, mas o laser e os peelings são as principais modalidades.

Ultrassom microfocado íntimo

O ultrassom microfocado age no tratamento de sintomas como secura vaginal, flacidez e incontinência urinária. Dessa forma, esse tratamento ajuda a aumentar a lubrificação, diminui a flacidez e reestabelece a estrutura, a firmeza e a elasticidade dos tecidos da região.

Em resumo, os cuidados regenerativos e de estética íntima que associam técnicas de Peeling, Laser, Radiofrequência Microablativa e Microagulhamento Robotizado também são opções de tratamentos para melhorar a qualidade da pele tornando-a mais clara e firme. Mas cuidado: os produtos e potências dos aparelhos utilizados não são os mesmos que os usados em pele de outras regiões do corpo. A estética íntima é delicada.

Gostou do artigo? Então, deixe o seu comentário.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.