Vivian Amorim consegue viabilizar entrega de cilindros de oxigênio para Manaus

A ex-BBB chegou a desabafar sobre a falta de logística com os fãs

0

Vivian Amorim abriu o jogo na sexta-feira, dia 15, sobre a dificuldade de enviar os 40 cilindros de oxigênio para Manaus, no Amazonas.

Tirullipa e Felipe Neto se acertam após polêmica sobre cilindros de oxigênio em Manaus

Com a cidade em calamidade pública por falta de cilindros de oxigênio, a ex-BBB se comprometeu a ajudar a população.

Mas como ela explicou em seu stories no Instagram, ela estava com graves problemas ao tentar enviar sua doação:

Estamos de mãos atadas. Essa é a realidade. Estamos tentando enviar e não conseguimos por conta do transporte. Vamos continuar fazendo o que dá para fazer. Vamos ajudar os profissionais de saúde e as famílias com doações.

A ex-BBB continuou a divulgar outras formas para ajudar Manaus e outros municípios enquanto resolvia a questão do transporte.

E Tirullipa, que está com Whindersson Nunes no mutirão das doações, revelou que Vivian, que é da cidade, conseguiu viabilizar o transporte:

Galera a minha amiga conseguiu contato para a gente transportar o oxigênio para enviar os oxigênios. Ela conseguiu com a autorização da FAB, estamos juntos e com tudo!

Veja, abaixo!

Relembre outros famosos que ajudaram

Gusttavo Lima exibiu em suas redes sociais neste sábado, dia 16, o envio de cilindros de oxigênio para Manaus.

O cantor viabilizou as doações que foram encabeçadas por Whindersson Nunes, com Tirullipa, Tatá Werneck, Simone e Tierry, Wesley Safadão e sua esposa.

Marília Mendonça e o jogador Richarlison Andrade, além de Luan Santana e Paulo Coelho e Thelma Assis também se comprometeram.

Outros que fizeram doações foram Bruno Gagliasso, Felipe Neto, Vivian Amorim, Simone, Lucas Viana e Fabíola Nascimento.

Apesar dessas doações, muitos internautas criticaram a ação de alguns dos famosos, que não seguiram a quarentena à risca.

Já outros relevaram a situação diante da calamidade pública que Manaus se encontra e agradeceram pela mobilização.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.