Vitamina K pode ajudar combate ao Covid-19

Estudos realizados na Holanda sugerem que a baixa dosagem de vitamina K estaria associada a quadros graves de Covid-19

2

Recentemente, um estudo realizado na Holanda apontou uma relação entre a baixa dosagem de vitamina K no organismo e casos graves de Covid-19. Mas será que o consumo dessa vitamina pode realmente ser eficiente no combate ao vírus?

A vitamina K atua ativando proteínas que contribuem para evitar a coagulação do sangue e na fixação de cálcio no organismo. Igualmente, ela ajuda a manter o bom funcionamento dos rins e na manutenção dos tecidos, ajudando em sua regeneração.

De acordo com um estudo do Proceedings of National Academy of Sciences, esse nutriente ajuda a prolongar a vida dos seres humanos. E com mais qualidade. Além disso, aqueles que possuem baixa dosagem de vitamina K no organismo podem sofrer com diversos problemas. Por exemplo, dificuldade para estancar hemorragias, problemas na absorção intestinal, calcificação das cartilagens, problemas nos ossos ou depósito de sais de cálcio na parede das artérias.

A substância é facilmente absorvida pelo nosso organismo e fica mais tempo disponível na corrente sanguínea, motivo pela qual ela oferece tantos benefícios.

Primordialmente, essa vitamina pode ser encontrada em diversos tipos de verduras. Diferentes tipos de alface, brócolis, rabanete, aspargos, salsinha, mostarda, repolho, acelga e pepino fazem parte da lista. Porém, a vitamina K pode ser dividida em três diferentes tipos. A substância proveniente dos alimentos citados é chamada de K1 ou filoquinona. Também existem a K2 ou menaquinona, que é produzida por bactérias do nosso intestino, e a K3, que é a versão sintética da vitamina.

Vitamina K no combate ao Covid-19

De acordo com o estudo realizado com pacientes internados no hospital de Canisius Wilhelmina, na cidade holandesa de Nijmegen, a infecção pela Covid-19 leva a uma intensa resposta inflamatória. Essa “tempestade de citocinas” levaria a um estado de hipercoagulabilidade que resulta em microtromboses. Como resultado, há uma disfunção orgânica que leva o paciente a morte.

Nesse sentido, por ser um anticoagulante natural, a vitamina K poderia ajudar a evitar as microtromboses. Apesar disso, não há um consenso na comunidade científica. De qualquer forma, uma alimentação que ofereça todas as vitaminas e sair minerais que o corpo precisa ajuda a manter o sistema imunológico forte. Portanto, vale a pena investir em uma alimentação balanceada e rica em legumes, frutas e verduras.

2 Comentários
  1. […] Vitamina K pode ajudar combate ao Covid-19 […]

  2. […] quiabo é um fruto rico em vitaminas K, A, C e B1. Como resultado, seu consumo ajuda a manter a saúde dos olhos, da pele e dos cabelos. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.