Virginia Fonseca rebate críticas por ter babá: “Sou a melhor mãe que eu posso ser”

Influenciadora leu comentários negativos sobre o fato de continuar trabalhando após ter a filha, atualmente com 11 meses.

0
Virginia Fonseca rebate críticas
Reprodução: Instagram

Mais uma vez, Virginia Fonseca rebate críticas por ter babá para a sua filha, Maria Alice. Grávida do segundo filho fruto do relacionamento com Zé Felipe, a influencer recebeu comentários maldosos por trabalhar e não ficar o tempo todo ao lado da primogênita, que está atualmente com 11 meses.

Virginia Fonseca rebate críticas por ter babá

A influencer diz que fica abalada com os comentários, mas também garante que faz o melhor que consegue para Maria Alice. “Ontem postei um Reels aqui e li alguns comentários falando que já falhei em ser mãe porque tenho babá e porque trabalho e não fico 24h com minha filha. Fiquei muito mal e realmente me questionei se sou uma boa mãe para a Maria. Ver esse vídeo na rede social vizinha me deu a certeza de que sou a melhor mãe que eu posso ser, dentro da minha realidade. Não nasci rica e tudo o que tenho foi através do meu trabalho e tudo que vou deixar para os meus filhos também é através dele! Eu não preciso parar de trabalhar e ficar com minha filha 24h para respeitarem minha maternidade”, desabafou.

Ademais, Virginia pede para que os internautas nunca duvidem do amor de uma mãe, já que cada uma tem uma realidade diferente. “Eu amo mais que tudo meus filhos, tudo o que eu faço é por eles! Que Deus toque o coração dessas pessoas que julgam todo tempo o amor de uma mãe e que elas aprendam que cada mãe tem sua realidade e não é por isso que ela menos mãe! Não duvidem do amor de uma mãe por um filho, isso é desumano”, lamenta, por fim.

Outra polêmica com babá

Esta não é a primeira vez que Virginia precisa se defender por ter babá. Antes de Maria Alice nascer, a influencer publicou que procurava alguém que pudesse acompanhar a filha 24 horas por dia – o que desagradou os internautas. “Eu contratei o trabalho dela gente, ela trabalha dessa forma. Para ela, é mais conveniente estar na casa da família do que ir e voltar. Ela poderia ter oferecido 12h de trabalho, eu contraria ela e mais uma. Mas ela trabalha dessa maneira, ela prefere assim. Não existe isso de trabalhar 24h, pelo amor de Deus. Ela vai dormir, ela vai viver normalmente, isso de 24h é porque vai estar aqui com a gente 24h, como uma enfermeira que a gente contrata para cuidar de alguém”, explicou, na época.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.