Vice-presidente da CPI da Covid-19 vai na live de Carlos Wizard para lembrá-lo sobre depoimento

Carlos Wizard teve seu depoimento requisitado pelos senadores da CPI da Covid-19, mas não foi encontrado para receber o convite oficial

0

O empresário Carlos Wizard, acusado de participar do chamado “gabinete paralelo”, que supostamente orienta o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas decisões contra a pandemia, teve seu depoimento requisitado pelos senadores da comissão. Todavia, ele não foi encontrado para receber o convite oficial.

Rodrigo Maia é expulso de seu partido; entenda

Com o objetivo de facilitar as coisas, o vice-presidente da CPI da Covid-19, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), resolveu ir até uma live, promovida pelo empresário, para lembrá-lo sobre o convite de comparecimento à comissão parlamentar na próxima quinta-feira (17).

“Olá Sr. Carlos Wizard. Vim lembrar você do seu compromisso na próxima quinta (17), na CPI da Covid-19. Para facilitar: A CPI está sendo realizada no Senado, no Anexo II, Alan Sen. Alexandre Costa, Plenário 3”, publicou Randolfe Rodrigues.

A mensagem do senador foi enviada enquanto o empresário transmitia, em seu perfil no Youtube, uma conversa com o coach, Marcos Rossi com o tema “escola da vida”, falando sobre superação e ação. Logo após o comentário de Randolfe, outros espectadores também passaram a cobrar a presença do empresário perante os senadores postando mensagens.

Assim como publicou o Brasil123, existe a possibilidade de que, caso não seja encontrado para receber oficialmente o convite para depor, Carlos Wizard seja levado coercitivamente até o Senado Federal. De acordo com o presidente da  CPI da Covid-19, o senador Omar Aziz (PSD-AM), Wizard foi notificado em todos os seus endereços, além de ter recebido mensagens telefônicas, que foram visualizadas, mas não respondidas.

Wizard está se preparando 

Nesta segunda (14), a jornalista Ana Flor revelou que integrantes da CPI da Covid-19 foram procurados nos últimos dias por uma pessoa que está preparando o empresário Carlos Wizard para depor à Comissão. Segundo ela,  o empresário estaria realizando um “media training” para lidar com a comissão.

Ainda segundo a jornalista, pessoas próximas ao empresário afirmam que ele não tentou evitar o depoimento, mas sim entender qual será o foco da oitiva dos senadores, marcada para a próxima quinta-feira (17). Todavia, mesmo marcado, o depoimento pode não ocorrer, visto que o empresário não confirmou que recebeu a comunicação da CPI.

Leia também: Vacina da Janssen: Anvisa aprova extensão do prazo de validade do imunizante

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.