Vereador reeleito é preso em operação da Polícia Civil

Biga Silva (MDB) foi o segundo vereador mais votado na cidade na eleição deste ano

1

O vereador reeleito pela cidade de Peruíbe (SP), Abgair Aparecido da Silva, o Biga Silva (MDB), foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e por integrar uma organização criminosa. A prisão aconteceu durante uma operação da Polícia Civil contra o crime organizado em Peruíbe e Itanhaém, no litoral de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (27).

Leia também: Homens são indiciados por estupro e gravidez de criança de 11 anos

No total, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão. Além do vereador, outras quatro pessoas foram presas na ação, que foi comandada pelos policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Itanhaém e teve como objetivo prender suspeitos de ajudar uma foragida da Justiça a dar à luz de forma clandestina no Hospital Regional de Itanhaém.

Vereador reeleito é preso em operação da Polícia Civil
Biga Silva (MDB) foi o segundo vereador mais votado na eleição deste ano. Foto: reprodução)

Vereador auxilio membra da facção 

Segundo as investigações, a grávida era integrante de uma facção que atua dentro e fora dos presídios. Ela utilizou um nome falso e também deu um nome falso para a filha, que nasceu em outubro. A mulher foi capturada logo após receber alta.

No total, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão. Além do vereador, outras quatro pessoas foram presas. Foto: reprodução)

Ainda com base nas investigações, a equipe identificou os suspeitos que auxiliaram a mulher a ter acesso ao hospital sem ser identificada. Um dos alvos de busca e apreensão, o vereador reeleito Biga Silva foi flagrado com uma arma de fogo de uso restrito e acabou preso em flagrante. Biga foi reeleito à Câmara de Peruíbe com 987 votos, o segundo vereador mais votado no município.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Polícia Civil prendeu um homem na manhã desta quinta-feira (3) suspeito de abusar sexualmente das duas filhas: […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.