Vendas no Tesouro Direto superam os resgates em R$ 28,3 milhões em novembro

Entrada líquida de recursos quebra sequência de quatro meses de saques

1

Os resgastes no Tesouro Direto alcançaram a marca de R$ 1,518 bilhão em novembro deste ano. Ao mesmo tempo, os investimentos em títulos do Tesouro chegaram a R$ 1,546 bilhão. Ou seja, o resultado líquido ficou positivo em R$ 28,3 milhões. Em resumo, este resultado quebra uma sequência de quatro meses de saldo negativo. E isso aconteceu, principalmente, devido à queda dos resgates no Tesouro Direto, que atingiu o menor nível desde maio deste ano.

A saber, a Secretaria do Tesouro Nacional divulgou os dados nesta terça-feira, dia 22, em Brasília. 

De acordo com a publicação, as venda do Tesouro Direto também registraram queda no período, de 17,1%. O resultado é dado através da comparação com outubro deste ano, quando o volume chegou a R$ 1,865 bilhão. Além disso, vale ressaltar que os resgates representam as recompras e do vencimento. O primeiro caso está relacionado ao movimento dos investidores de se desfazerem dos papéis antes da data, enquanto o segundo se refere ao fato de os investidores esperarem o título vencer e, então, embolsarem os rendimentos.

Em síntese, a emissão líquida acontece quando as vendas superam os resgates. E isso indica que o mercado de títulos públicos voltou a apresentar estabilidade em novembro. A propósito, a pandemia da Covid-19 e a elevação da inflação dos alimentos impactaram fortemente o mercado financeiro. Assim, muitos investidores venderam papéis do Tesouro Direto de maneira mais intensa nestes últimos meses.

 

Veja mais detalhes do Tesouro Direto 

Em suma, as aplicações de até R$ 1 mil representaram a maioria absoluta das operações de investimento no mês, atingindo o nível de 69,6%. Apesar da preferência dos aplicadores, os títulos atrelados ao indexador relacionado à taxa Selic, de juros básicos da economia, responderam pela maior parte das vendas (36,9% do valor vendido). Na sequência, vieram os papéis corrigidos pela inflação, que corresponderam a 36,7% do total. Fechando o top três, ficaram os papéis prefixados (com juros definidos com antecedência), que representaram 26,5% do volume vendido em novembro. 

Por fim, a quantidade de investidores cadastrados no programa acumula alta de 64,6% nos últimos 12 meses. Com isso, 8.940.709 pessoas estavam cadastradas em novembro, depois do acréscimo de 280.403 novos investidores no mês. Já o total de investidores ativos no Tesouro Direto, ou seja, aqueles que possuem saldo em aplicações no programa atualmente, teve uma leve queda. Nesse caso, o total ficou em 1.375.846 pessoas, o que representa uma alta de 17,3% nos últimos 12 meses. 

 

LEIA MAIS

Receita Federal arrecada mais de R$ 140 bilhões em novembro

Banco internacional assina empréstimo de US$ 350 milhões para o Brasil

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.