Veja quem paga os custos do empregado que viaja pela empresa

De acordo com as leis trabalhistas, a empresa tem que pagar todos os custos do empregado nas viagens. Mas há nuances importantes

0

Muitos trabalhadores vivem viajando pelo Brasil. E eles não fazem isso por lazer. Eles viajam a trabalho. Normalmente nessas viagens eles gastam muito. Quem paga por essas despesas? O empregado que viaja tem o direito a receber horas extras?

Essas são perguntas muito comuns que o próprio empregado se faz antes de aceitar um emprego como este. A boa notícia é que a resposta é simples: a empresa paga. De acordo com as regras trabalhistas, a empresa tem que pagar por todos os custos.

Isso inclui hospedagem, transporte e alimentação. Ou seja, nada pode sair do bolso do empregado. Caso essa cobrança aconteça, o empregado pode entrar na Justiça do Trabalho para buscar os seus direitos.

Embora a regra pareça simples, ela tem nuances importantes. Vamos imaginar uma situação: um empregado viajou a trabalho e chegando lá o valor do hotel aumentou. A empresa mandou um valor menor. O que fazer? Nesse caso, você pode tirar o dinheiro do seu bolso.

Logo depois, quando você voltar, você pode pedir esse reembolso. Mas para isso é importante que você saiba que é preciso guardar os comprovantes de pagamentos. Mesmo que você tenha uma boa relação com o seu chefe, guarde essas notas.

Custos

Vale lembrar que esses valores que a empresa paga para a viagem não fazem parte do salário. Ou seja, esse valor não conta para cálculos previdenciários. Além disso, não conta também para o cálculo do FGTS ou do pagamento de férias.

Viagem pela empresa

E sobre as horas extras? Essa é uma regra que não muda muito em nenhuma situação. É como se você estivesse trabalhando na própria sede da empresa. Ou seja, independente de estar em viagem ou não, o empregado recebe horas extras se ultrapassar as oito horas diárias.

Vale lembrar que estar em viagem não significa dizer que você está trabalhando 24 horas por dia. Ou seja, imagine que você está descansando em um hotel. Isso não é um trabalho. Você está no seu momento e não pode receber horas extras por isso. É como se você estivesse descansando na sua casa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.