Veja o que acontece se Trump sofrer o impeachment depois do dia 20

Para que serve um impeachment se o presidente já tiver saído do cargo? Nos Estados Unidos, isso faz muita diferença

1

Se tem uma coisa que os últimos meses nos ensinaram é que o sistema político dos Estados Unidos é quase incompreensível. É voto antes da eleição, voto depois que as urnas fecham, voto pelos correios e até presidente sofrendo impeachment fora do cargo.

Sim. Isso é possível. Nos Estados Unidos o processo de impeachment pode seguir mesmo depois que um presidente sai do poder. Isso acontece porque por lá esse processo não discute apenas a perda do cargo.

Se você puxar pela memória vai lembrar que em 2016, a presidente Dilma Rousseff passou por duas votações no Senado. A primeira foi sobre a sua remoção do cargo e a segunda foi sobre a manutenção dos seus direitos políticos.

Os Estados Unidos também funcionam dessa forma. Por lá, a Câmara decretou o impeachment de Trump por 232 a 197. Agora, o processo vai para o Senado. É justamente no Senado que eles irão decidir se Trump perde ou não os seus direitos políticos.

Isso pode ser decisivo para o futuro de Trump na política dos Estados Unidos. Ele próprio já disse que quer disputar a presidência de novo em 2024. Se o Senado aprovar o impedimento, ele não poderá fazer mais isso.

Chances no Senado

Mas quais são as chances de que isso aconteça de fato? Hoje, as chances são poucas. Mas o processo não vai passar por um julgamento agora. De acordo com o próprio Senado, isso só vai acontecer depois da posse de Joe Biden no dia 20 de janeiro.

Assim, o Senado terá 51 senadores democratas e 50 senadores republicanos. Mas para ter o impedimento, 2/3 da casa precisa aprovar a pauta. Assim, os democratas precisariam dos votos de, pelo menos, 17 republicanos.

É uma espécie de fogo cruzado para esses candidatos. É que alguns deles querem ser candidatos à presidente. Tirar Trump do caminho poderia ser uma boa notícia. Mas Trump ainda tem uma alta popularidade entre os eleitores republicanos. O que fazer, então?

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Donald Trump já foi suspenso do Twitter, do Facebook e do Instagram. Já perdeu também a conta no Youtube. O próximo passo pode ser a exclusão de uma cena em que ele aparece no filme “Esqueceram de Mim 2”. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.