Variantes da covid-19 se propagam e OMS se reúne com urgência

Variantes possuem rápida velocidade de propagação e preocupam cientistas.

2

Nesta quinta-feira (14), o comitê de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) analisa as novas mutações do coronavírus. Essas mutações preocupam cientistas, assim como autoridades do mundo inteiro. Todavia, a tentativa constante de frear a contaminação do vírus parece não ter êxito. Países intensificam medidas de saúde.

Variantes estão em dezenas de países, segundo OMS

O reaparecimento da Covid-19 também atingiu a China, que depois de oito meses divulgou hoje uma nova morte pela doença. A China dizia que o vírus havia sido erradicado no país, até agora. 

Reino Unido e África do Sul possuem variantes altamente contagiosas. Elas se espalham de forma muito mais rápida, por isso, a luta de autoridades é constante e incansável. A variante vinda do Reino Unido já foi detectada em 50 países, de acordo com a OMS. 

OMS estuda nova variante na Amazônia

Agora, na Amazônia brasileira, foi detectada uma nova mutação do coronavírus. O Japão anunciou a descoberta no último domingo (10). A OMS está analisando o vírus, mas já se diz preocupada com o impacto que o mesmo pode ter na resposta imunológica da população. 

Para estudar essas cepas, o comitê de especialidades da OMS se reunirá. As reuniões ocorrem, no geral, a cada três meses. Pela gravidade da situação, porém, duas semanas foram antecipadas. Hoje, quinta-feira (14), as novas recomendações para todos os países serão definidas em reunião. 

Covid-19 em todo o mundo

Como dito, um dos países que estavam com o controle do vírus, a China, teve novos casos registrados nos últimos dias. Nas cidades onde o vírus foi detectado, já houve decreto de confinamento. Todavia, outras cidades começaram a demonstrar novos casos de infecção. Nesta quinta-feira (14), uma equipe de especialistas da OMS chegou em Wuhan, para estudar a origem da pandemia. O país declarou estado de emergência.

Países decretam confinamento

Com a média de 85 mil mortes está o Reino Unido, que tem vivido um verdadeiro colapso nos últimos dias. Nas últimas 24 horas, o país registrou um total de 1.564 óbitos, o pior resultado desde que a pandemia começou.

Portugal determinou um novo confinamento geral a partir de sexta-feira (15), após registrar, ontem, 10.500 novos casos em um único dia do novo coronavírus. 

 

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Itália foi publicado na revista “The Lancet”, na quarta-feira (13). A pesquisa mostrou que a mutação do coronavírus Sars-CoV-2 isolada em Brescia, em agosto, possui o mesmo antecessor da variante […]

  2. […] que os resultados dos testes atendem aos critérios de eficácia estabelecidos pelas diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e ressaltou que não existe tratamento precoce contra a doença. “Até o momento não contamos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.