Variante do novo coronavírus está em 50 países

A variante da África do Sul foi encontrada em 20 países. "Quanto mais o vírus se espalha, mais chances ele tem de mudar", alertou a OMS.

1

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a nova variante do coronavírus, que surgiu na África do Sul, já foi identificada em 50 países. Cientistas estão preocupados, acima de tudo, com as novas variantes, especialmente essa, que é uma das mais recentes. A preocupação principal é se as vacinas imunizarão a população dessa mutação também.

Terceira variante encontrada preocupa

Em seguida, foi informado pela instituição que uma terceira “variante preocupante” encontrada no Japão pode ter grande impacto na resposta imunológica e precisa ser estudada urgentemente. “Quanto mais o vírus SARS-CoV-2 se espalha, mais chances ele tem de mudar. Sendo assim, se há altos níveis de transmissão, temos que pensar que mais variantes surgirão”, declarou a OMS.

Mutações são altamente transmissíveis

A variante britânica foi informada à OMS no dia 14 de dezembro de 2021. Apenas no dia 18 de dezembro houve relato da mutação detectada na África do Sul. Dados obtidos até o momento sugerem que as duas mutações sejam altamente transmissíveis, com rápido compartilhamento de carga viral.

Sistemas de saúde estão beirando a capacidade máxima

“Embora esta nova variante não pareça causar doenças mais graves, o rápido aumento no número de casos coloca o sistema de saúde sob pressão”, explicou a OMS.

Sistemas de saúde de diversos países, incluindo das grandes cidades brasileiras, estão beirando a capacidade máxima. Alguns, inclusive, já decretaram que não podem mais aceitar pacientes no momento. Portanto, embora dados mostrem que não há um perigo a mais nas novas variantes, elas causam esse grande número de pacientes em hospitais. É exatamente isso que atrapalha toda a área da saúde. 

Países estão tomando medidas para conter o vírus, mas pedem que as pessoas continuem fazendo o que já sabem: usar a máscara, ficar em casa sempre que possível, praticar o isolamento social e higienizar as mãos periodicamente.

“Quanto mais o vírus se espalha, mais chances ele tem de mudar”, alerta a OMS.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] por isso, a luta de autoridades é constante e incansável. A variante vinda do Reino Unido já foi detectada em 50 países, de acordo com a […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.