Europa inicia maior campanha de vacinação da história

2

Neste domingo (27) começa a campanha de vacinação em massa na União Europeia. O bloco lançou um programa de imunização transfronteiriço sem precedentes na história. É uma parte dos esforços para acabar com uma pandemia Covid-19 que afetou as economias e matou mais de 1,7 milhão de pessoas em todo o mundo.

No início de 2020, os governos europeus receberam críticas por não trabalharem juntos para combater a propagação do vírus. Agora, o objetivo desta vez é garantir que haja igualdade de acesso às vacinas em toda a região.

A região de 450 milhões de pessoas fechou contratos com uma série de fornecedores para mais de dois bilhões de doses de vacina. Além disso, a meta dos países-membros é vacinar todos os adultos durante 2021.

Embora a Europa tenha alguns dos sistemas de saúde com melhores recursos do mundo, a escala do esforço significa que alguns países estão chamando médicos aposentados para ajudar. Enquanto isso, outras nações afrouxaram as regras sobre quem pode aplicar as injeções.

De acordo com a imprensa internacional, pesquisas apontam altos níveis de hesitação em relação à vacina em países da França à Polônia. Ao mesmo tempo, os líderes dos 27 países da União Europeia promovem a melhor chance de voltar a uma vida mais normal no próximo ano.

“Estamos começando a virar a página depois de um ano difícil. O dia europeu de vacinação é um momento tocante de unidade. A vacinação é a chave para sair da pandemia”, afirmou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Os 27 países receberam as primeiras doses do medicamento desenvolvido pela Pfizer/BioNTech. 

Vacinação antecipada

Apesar da campanha no bloco só começar neste domingo, Hungria e Eslováquia iniciaram a imunização ainda no sábado (26), no mesmo dia em que receberam os carregamentos. Dessa forma, Budapeste e Bratislava começaram a campanha de vacinação contra a covid com antecedência de 24 horas em comparação com o Dia da Vacina definido pela União Europeia. 

Assim que receberam as primeiras doses Pfizer/BioNTech, a Hungria começou a vacinar os profissionais de saúde que atuam na luta contra o coronavírus. Contudo, a vacinação em massa para a população do país será no primeiro semestre de 2021.

A Eslováquia está na mesma linha. O governo anunciou no sábado o início da vacinação no país. O início oficial da campanha é neste domingo. 

A Alemanha também já deu algumas doses e a primeira pessoa vacinada é uma mulher de 101 anos. Além dela, outros idosos de um lar da terceira idade foram imunizados ontem.

Variante britânica

A vacina da Pfizer é eficaz contra a nova cepa do coronavírus, 70% mais contagiosa, afirma a farmacêutica. Desde que a notícia da variante entrou em circulação, vários países passaram a adotar novas medidas restritivas, especialmente em relação ao Reino Unido.

Na França, um homem francês que residente no Reino Unido testou positivo. Ele é assintomático e está isolado em casa. Na Suécia, o caso positivo é de um viajante britânico. Desde então, ele está em isolamento. Já a Espanha identificou quatro casos em Madrid. Nenhum dos pacientes está em estado grave.

Enquanto isso, a variante inglesa do vírus chegou a outros países, como França, Espanha e Suécia. E a Áustria entra novamente em bloqueio total, o terceiro, que dura até 17 de janeiro. 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.