Unicamp define calendário para retomada de atividades

O calendário com as datas para retomada das atividades na Unicamp foi divulgado no início desta semana. Estudantes e professores serão testados para Covid-19.

0

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está sem atividades presenciais desde o mês de março, quando foi iniciada a suspensão de diversas atividades no país por conta da pandemia do novo coronavírus. Nessa semana, a universidade divulgou o calendário da retomada gradual de suas atividades no campus.

Em primeiro lugar, deverão voltar 20% dos servidores da universidade, fato que deverá ocorrer até o dia 19 de outubro. Até o dia 2 de novembro o contingente de servidores da Unicamp deverá crescer para 40%. Depois disso, somente em 16 de novembro deverá ter início o retorno gradual de estudantes. Dessa forma, nessa data espera-se a presença de 60% dos funcionários e 25% dos estudantes. Nesse primeiro momento, já serão recebidos os estudantes de graduação, pós-graduação e extensão. Além disso, espera-se também o retorno de 25% das crianças que participam do Centro de Convivência Infantil/Serviço Socioeducativo da Unicamp.

Em 30 de novembro a universidade deverá receber 80% do quadro de servidores e 50% dos alunos de diversos níveis de formação. Finalmente, em 14 de dezembro, o contingente de funcionários da Unicamp deverá chegar a 100%, junto com 75% dos alunos da universidade e das crianças do serviço socioeducativo. O recesso de final de ano está marcado para acontecer entre os dias 23 de dezembro e 4 de janeiro de 2021. Por fim, o retorno para a Unicamp em 4 de janeiro deverá contar com 100% do quadro de servidores, estudantes e crianças da universidade.

Unicamp aplicará testes para Covid-19

Para a realização do retorno gradual de suas atividades presenciais, a Unicamp deverá aplicar testes de Covid-19 em massa na comunidade. Ou seja, professores, estudantes e demais colaboradores da universidade serão testados para o novo coronavírus. Os cuidados como distanciamento físico, uso de álcool gel e máscaras serão obrigatórios.

Entretanto, a Unicamp informou que as datas previstas no calendário poderão ser revistas em caso de novas contaminações pelo vírus na comunidade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.