Transtorno de borderline: O que é e principais causas

0

A princípio, o transtorno de borderline costuma ser confundido com o transtorno bipolar. Isso porque apresentam sintomas de impulsividade e alterações de humor.

Mas existem algumas diferenças que podem ser visíveis. Sendo assim, compreender quais são elas, é essencial para procurar por orientação médica.

transtorno de borderline

Transtorno de borderline: O que é

Esse transtorno envolve um padrão de longa data de oscilações abruptas, de momento a momento, no humor, nos relacionamentos, na autoimagem e no comportamento que geralmente são desencadeados por conflitos nas interações com outras pessoas.

Pacientes com essa condição podem experimentar respostas emocionais excessivamente fortes a eventos perturbadores da vida e, muitas vezes, tentam se machucar. Eles costumam ter relacionamentos caóticos com as pessoas.

Também têm maior probabilidade de apresentar outros problemas de saúde mental. É provável que tenham sofrido algum tipo de trauma na infância, embora o trauma em si não cause o transtorno.

Frequentemente, eles também podem ter problemas com vícios, distúrbios alimentares, imagem corporal e ansiedade.

Sintomas

Uma pessoa com essa condição tem dificuldade para controlar seus pensamentos e sentimentos e, muitas vezes, apresenta um comportamento impulsivo e imprudente.

Dessa forma, aqui estão os principais sintomas da doença:

  • Esforços frenéticos para evitar se sentir abandonado;
  • Histórico de relacionamentos instáveis ​​e intensos;
  • Tendência para ver as pessoas e situações como “totalmente boas” ou “totalmente más”;
  • Auto-imagem pobre;
  • Impulsividade;
  • Auto-mutilação ou comportamento suicida;
  • Mudanças de humor;
  • Sentimentos de vazio;
  • Problemas para controlar a raiva e emoções desagradáveis;
  • Paranoia.

Tratamento

Sendo assim, o tratamento do transtorno de borderline é de longo prazo. Já que o tratamento envolve principalmente formas específicas de psicoterapia e, às vezes, medicamentos são necessários.

Gostou das informações? Então, compartilhe conosco sua opinião!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.