Traficante que estava foragido faz plásticas, muda o nome, mas acaba preso

O agora preso era procurado no Amazonas por condenações que somam mais de 60 anos de prisão

0

O traficante Lenon Oliveira do Carmo, de 39 anos, foi preso no Ceará na manhã de sábado (17). Conhecido como “Bileno”, ele estava foragido desde fevereiro de 2018. O agora preso era procurado no Amazonas por condenações que somam mais de 60 anos de prisão.

Leia também: operação apreende madeira ilegal e aplica mais de R$ 700 mil em multas

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSPAM), Lenon havia adotado o nome falso de Aylon Soares Cardoso e feito diversas plásticas e procedimentos estéticos para dificultar o seu reconhecimento.

O preso é considerado como “indivíduo de alta periculosidade” de acordo com informações da SSPAM. Isso porque ele responde por homicídios, tráfico de drogas, formação de quadrilha, invasão e participação em facção criminosa.

Lenon ocupava posição em ascensão no crime organizado no Amazonas. No entanto, ainda em 2018, rompeu com o crime local e se associou a uma facção criminosa com atuação em todo o País.

Segundo as investigações, o traficante estava atuando como uma espécie de “representante executivo” de Gelson Carnaúba, conhecido como “Mano G” e líder dessa facção criminosa.

Lenon, em liberdade, ajudaria Gelson a concretizar as ações do grupo criminoso, bem como no gerenciamento dos esquemas de tráfico de drogas.

A prisão do traficante veio após três meses de colaboração entre a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, o Departamento de Investigação sobre Narcóticos, da Polícia Civil do Amazonas e da Polícia Civil do Ceará.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.