Trabalhar como tradutor: confira dicas para começar

0

Trabalhar como tradutor pode ser uma ótima ideia para quem busca uma renda extra ou até mesmo fixa. Faz parte de uma lista de profissionais que mais conseguem clientes e se adequam ao mercado, podem estar em todos os lugares: traduzindo livros, documentos, criando artigos em outras línguas e muito mais! O melhor ainda é que tudo pode ser realizado no conforto da própria casa.

Tendo formação específica

Para ser tradutor é necessário possuir uma certa fluência na língua. Deve-se interpretar gírias, temos e muito mais. Por exemplo, a palavra “Blue” pode ter inúmeros significados além de “azul”. Dependendo do contexto, se o personagem ou escritor diz “I am blue” quer dizer que “eu estou triste”. Não são todos os termos que devem ser interpretados ao pé da letra.

Uma música bastante famosa que aborda sobre o exemplo anterior é Colors da Halsey:

And now he’s so devoid of color

He don’t know what it means

And he’s blue

Buscando por projetos

Existem inúmeros sites que aceitam tradutores como freelancers. Como exemplo é o próprio “Freelancer”. Lá, terá acesso a inúmeros projetos dos quais pode mandar propostas. Você pode escolher quais os valores deseja cobrar e concorrerá a vaga em que o cliente escolherá o melhor profissional. O lado positivo é que possuem centenas de projetos diários, sobrando um pouco para todo mundo.

Existem também as plataformas brasileiras. Entretanto, é muito raro encontrar bons projetos por lá e acaba não compensando – até porque boa parte delas pede que você contrate o premium.

Criando um CNPJ

E quando o seu serviço está dando tão certo que você decide que vai começar a viver dele? Então é o momento de abrir um CNPJ. Infelizmente, o MEI não pode ser aberto como tradutor, mas você pode se formalizar como escritor para blogs e jornais, editor de livros e algumas outras categorias e prestar amis serviços, tendo a tradução como um bônus.

Dessa forma, conseguirá emitir notas fiscais quando o cliente pedir. Além disso, há como emitir a NF sem mesmo formalizar a fundar uma empresa. Para obter mais informações sobre como fazer isso, basta entrar em contato com a prefeitura da sua cidade.

Existem empresas que fazem isso, um exemplo é a Liame. Descontam apenas 8% do valor para a nota fiscal, o que pode ser positivo para quem está começando e não sabe como emitir – ou tem dificuldades para isso. Enfim, trabalhar como tradutor nunca foi tão fácil como agora!

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.