Trabalhador demitido após sofrer assalto vai receber indenização

Homem em questão era agente de segurança de uma empresa transportadora de dinheiro. Ele via receber uma indenização por danos morais

1

Um agente de segurança vai receber uma indenização por danos morais no valor de R$20 mil. De acordo com o processo, ele sofreu um assalto e mesmo assim a empresa o demitiu logo depois. A empresa em questão é a Prosegur Brasil S/A. Tudo aconteceu em Feira de Santana, na Bahia.

Era o dia 12 de junho de 2018. De acordo com as informações de testemunhas, estava chovendo muito em Feira de Santana. Por isso, estava tudo nublado. Foi aproveitando essas condições climáticas que os bandidos fizeram uma emboscada.

Eles cercaram o carro e realizaram disparos. O motorista do carro forte decidiu dar a volta e sair pelo outro lado. Mas a manobra não deu certo e o veículo acabou capotando. Foi neste momento que os bandidos, que estavam com armas de grosso calibre, levaram todo o dinheiro.

Logo depois disso, a empresa decidiu demitir o empregado. Eles alegaram que ele não cumpriu as normas de segurança para casos como esse. Na prática, a empresa afirmou que ele não apertou os botões de segurança.

Um desses botões era o SIPE. Quando se aperta esse botão, acontece uma espécie de vedação do cofre do veículo. O outro botão é o PÂNICO, que manda uma espécie de aviso silencioso para a central de segurança.

Demitido após assalto

Acontece que o empregado argumentou que os botões não funcionaram. Ou seja, ele apertou os dois e mesmo assim eles não serviram. Ele disse ainda que documentos mostravam que esses botões estavam apresentando falhas nesse veículo antes mesmo desse assalto.

O Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) decidiu dar ganho de causa para o empregado. A desembargadora Vânia Chaves disse que a empresa tratou a vítima como uma pessoa com culpa no que aconteceu.

A desembargadora decidiu pela revogação da demissão da justa causa. Além disso, a empresa vai ter que pagar R$20 mil por danos morais. Seja como for, cabe recurso no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

1 comentário
  1. […] motorista que sofreu uma sequência de quatro assaltos vai receber uma indenização por danos morais no valor de R$10 mil. Os assaltos aconteceram entre […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.