TikTok: Itália ordena bloqueio de usuários menores de idade após morte de criança

2

A Itália ordenou que a empresa TikTok bloqueie o acesso a usuários cuja idade não pode ser confirmada. A proibição ocorre poucos dias após a morte de uma jovem em Palermo, no sul do país, que participava de um “desafio” online que se tornou viral na plataforma.

“A Autoridade Italiana de Proteção de Dados ordenou que a TikTok bloqueie imediatamente o uso de dados do usuário para os quais a idade do usuário não tenha sido determinada com certeza. A autoridade decidiu intervir com urgência após o terrível caso da menina de 10 anos de Palermo”, afirma um comunicado.

O aplicativo chinês foi proibido de processar dados do usuário que não estejam “em conformidade com as disposições relacionadas ao requisito de idade”. A proibição temporária vai durar até 15 de fevereiro, enquanto a autoridade continua a avaliar os regulamentos de privacidade de dados.

A presidente da Comissão para a infância e adolescência da Itália, Licia Ronzulli, descreveu a proibição do TikTok como “certa e oportuna” no Twitter. “A segurança dos menores deve ser protegida a todo custo e não podemos, como aconteceu em Palermo, permitir que uma rede social seja cúmplice de um suicídio”, escreveu.

TikTok e as violações de privacidade

A TikTok já havia sido acusada de violações de privacidade de dados pela legislação europeia em dezembro por causa da “falta de atenção à proteção de menores”. A rede social também recebeu acusações de políticas fracas que permitiam que usuários menores de 13 anos contornassem as regras de restrição de idade.

O Ministério Público de Palermo abriu uma investigação sobre o TikTok por “incitação ao suicídio” após a morte do menino de 10 anos por asfixia. O caso provocou fortes reações em toda a Itália.

“A segurança da comunidade TikTok é a nossa maior prioridade. Estamos à disposição das autoridades competentes para colaborar na sua investigação”, afirmou a plataforma em comunicado.

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] TikTok: Itália ordena bloqueio de usuários menores de idade após morte de criança […]

  2. […] todos os usuários que registrarem a idade como menores de 13 anos. A decisão veio depois que uma menina de 10 anos morreu na Sicília, no sul da Itália, enquanto participava de um desafio na rede social […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.