Sobe para 14 o número de mortes causadas pelo temporal em Santa Catarina

De acordo com a Defesa Civil, ao todo, 14 municípios foram afetados pelo temporal que, em doze horas, apresentou toda a chuva esperada para o mês de dezembro inteiro

2

Subiu para 14 o número de mortes causadas pelo temporal registrado no final da noite de quarta (16) e madrugada de quinta (17) na região do Vale do Itajaí, no estado de Santa Catarina. De acordo com a Defesa Civil, o óbito foi constatado em Presidente Getúlio, cidade que contabiliza o maior número de vítimas, são 12 no total. Outras duas cidades também tiveram falecidos, sendo elas: Ibirama e Rio do Sul, com uma cada.

Leia também: Padrasto confessa ter matado menina de 5 anos que estava desaparecida

Sobe para 14 o número de mortes causadas pelo temporal em Santa Catarina
Presidente Getúlio foi a cidade mais afetada, com 12 mortos. (Foto: reprodução)

Além das três cidades que tiveram vítimas, o temporal também atingiu outras cidades do estado e inclusive outras regiões. De acordo com a Defesa Civil, ao todo, 14 municípios foram afetados pelo temporal que, em doze horas, apresentou toda a chuva esperada para o mês de dezembro inteiro.

Confira quais foram as cidades mais prejudicadas:

  • Presidente Getúlio: 12 pessoas mortes – grande parte da cidade foi prejudicada com pedras, barreiras e estradas danificadas. Sete pessoas estão desaparecidas e cerca de 370 casas e 1,6 mil pessoas foram atingidas;
  • Rio do Sul: uma pessoa morreu e outra está desaparecida. Residências foram inundadas;
  • Ibirama: também registrou uma morte. Prefeitura afirma que houve deslizamentos, alagamentos e quedas de muros e árvores;
  • Lontras: registrou enxurrada e 27 casas foram atingidas e 86 pessoas afetadas.

Em nota, a Defesa Civil revelou que o secretário nacional da pasta, Alexandre Lucas, está em Rio do Sul (SC), onde teve reunião na tarde de ontem, sexta-feira (18), com autoridades da região.

Chuva
Conforme as informações, até o momento foram 14 mortos e vários feridos durante o temporal. (Foto: reprodução)

De acordo com ele, a Defesa Civil nacional tem recursos em caixa para socorrer os municípios do Vale do Itajaí. Para ter acesso à verba, as prefeituras precisam encaminhar até quarta-feira (23) toda a documentação sobre os estragos.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.