Silvio Berlusconi deixa hospital após contrair Covid-19 na Itália

Silvio Berlusconi saiu do hospital falando com a imprensa. O ex-primeiro-ministro disse que foi o "desafio mais perigoso da sua vida"

0

“Foi o desafio mais perigoso da minha vida”. Foi com essa frase que o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi definiu a sua internação após contrair coronavírus na Itália. O político italiano recebeu alta nesta segunda-feira (14).

Ele estava no hospital San Raffaele, em Milão, desde o último dia 3 de setembro. Seja como for, tratava-se apenas de uma internação por precaução. É que Silvio Berlusconi já tem 83 anos de idade e já luta contra problemas cardíacos.

Ou seja, ele faz parte do grupo de risco do coronavírus. Na Itália, especialmente, a Covid-19 matou milhares de pessoas e a maioria delas eram idosas. Assim, a preocupação em torno da saúde do polêmico ex-primeiro-ministro aumentou.

Silvio Berlusconi pode ter contraído a Covid-19 enquanto estava de férias na Sardenha. Esse seria um único momento possível. Isso porque ele passou a maior parte do isolamento em uma casa afastada junto com poucos familiares. Eles, aliás, também pegaram a Covid-19.

Ao sair do hospital, o ex-primeiro-ministro avisou que a doença não é uma gripe comum. Ele pediu para que os italianos respeitem e evitem ao máximo a contaminação. “Eu tive a maior carga viral entre todos os pacientes que receberam atendimento aqui”, disse Berlusconi.

Silvio Berlusconi

Aos 83 anos de idade, Silvio Berlusconi ainda tem uma vida política ativa na Itália. Atualmente, ele comanda o partido de direita Forza Itália. Aliás, o partido está se preparando para as próximas eleições no país europeu. Essas eleições vão acontecer em breve.

Berlusconi, no entanto, deverá dar uma pausa na sua agenda de comícios. De acordo com as informações da imprensa, ele não deve participar dos eventos do partido que acontecerão nos próximos dias 20 e 21 de setembro. A imprensa busca mais informações.

Muitos jornalistas esperavam o político na porta do hospital. Isso por si só prova a influência que ele ainda tem na política nacional. Ele, no entanto, é polêmico. Dono de empresas de televisão, ele é acusado de machismo. Seja como for, ele segue muito popular. Pelo menos é o que as pesquisas dizem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.