Silvia Poppovic celebra evolução no tratamento do marido: “Dias mais felizes”

Marcello Bronstein trata uma leucemia.

0
Silvia Poppovic celebra evolução
Reprodução: Instagram

Após cerca de um mês do transplante de medula óssea, Silvia Poppovic celebra evolução no tratamento do marido, Marcello Bronstein, que enfrenta uma leucemia. A jornalista não conteve a emoção ao falar sobre o resultado satisfatório do tratamento do médico, que está internado desde o início de julho, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Silvia Poppovic celebra evolução no tratamento do marido

A apresentadora usou o Instagram nesta quinta-feira (4) para dar a boa notícia aos seguidores. “Um dos bom dias mais felizes dos últimos tempos. Posso declarar, oficialmente, que aconteceu a pega das células troncos doadas pela Ana para o Marcelo. Precisamos de mais dois dias acima de 500, mas hoje já podemos comemorar! Vai ser o café da manhã mais feliz dos últimos tempos”, declara.

A pega a que Poppovic se refere é quando o transplante é aceito pelo corpo do paciente. No caso de Marcello, a doação foi feita pela filha do casal, Ana, de 22 anos. A jornalista, ademais, aproveita para deixar um agradecimento especial: “É com muita alegria que venho aqui hoje. Agradeço a torcida, a reza, a energia para que esse dia chegasse. Depois de um mês, aconteceu a pega das células. É para comemorar, festejar. A partir de agora, ele começa a reproduzir o próprio, sangue, saúde e vida. Parabéns pela coragem nesse processo delicado, Marcelo. Obrigada, médicos, enfermeiros, copeiros. Tem tanta gente envolvida”, declarou ela, ainda. Ademais, Silvia acrescentou na legenda do post: “Nova data de nascimento do Marcelo”.

Silvia Poppovic celebra evolução
Reprodução: Instagram

No dia 1º de agosto, Poppovic anunciou que os números haviam melhorado, mas que ainda tinham um caminho para percorrer. “Já estamos com quarenta leucócitos, mas isso ainda é pouco. Para ser considerado pega, mesmo, tem que ter três dias de quinhentos. Mas isso vem rápido. Dizem que de uma hora para outra… Hoje está 40, amanhã está com 150 e já vão para 400. As células começam a se reproduzir e ninguém segura”, explica.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.