Shantal Verdelho revela detalhes de violência obstétrica: “Tentou me rasgar com as mãos”

Em entrevista exclusiva ao 'Fantástico', a influencer abre o jogo sobre o parto de sua segunda filha, Domenica

0

Shantal Verdelho revelou maiores detalhes, em entrevista ao ‘Fantástico’, no último domingo (09), sobre a violência obstétrica que sofreu durante o parto da filha, Domenica. De acordo com a influencer, o médico Renato Kalil a xingou durante todo o processo, além de insistir na episiotomia [corte na região do périneo que, supostamente, facilitaria a saída do bebê].

Brunna Gonçalves, esposa de Ludmilla, está confinada para o BBB 22, diz jornal

“Eu tinha alguns motivos para não falar. Além de não estar bem emocionalmente, eu não queria a imagem da minha filha exposta desse jeito, num contexto de que a chegada dela foi horrível”, admite a jovem. Ela ficou em trabalho de parto por mais de 24 horas e garante que o obstetra apareceu apenas nas duas horas finais.

Assim que ele chegou, o clima da sala teria mudado da água para o vinho: “Ele chegou somente nas duas horas finais que foi quando mudou o clima assim, ele chegou muito apressado. Eu não entendi o porquê de tamanha pressa e aquela agonia toda. E ficava insistindo para o Mateus para que fosse feita a episiotomia num tom como se: ‘Olha aqui vai rasgar aqui’. É onde a gente teria relações no futuro. ‘Então, é melhor eu dar um pique aqui é melhor eu dar uma cortadinha aqui’. Ele fica falando isso para o Mateus como se eu não tivesse ali, e como se a decisão não fosse minha”.

“Não tinha a menor necessidade de ele tentar me rasgar com as mãos e isso é feito várias vezes. Ele basicamente faz o parto inteiro fazendo esse movimento com a minha vagina, tentando abrir ela. Já que ele não teve o corte, ele tenta com as mãos”, relata Shantal, ao falar sobre a insistência do médico da episiotomia.

Shantal denuncia manobra de Kristeller e uso de medicamento

A influencer, que também é mãe de Filippo, diz que o obstetra continuou a insistir, durante todo o parto, que ela fizesse a episiotomia. Antes disso, Renato também indicou o misoprostol para induzir o parto, mas Shantal se recusou a tomá-lo: “Eu não estava tendo dilatação e, para isso, ele propôs o uso do remédio mais de uma vez, o misoprostol. Mas eu sabia que existia risco de morte para quem teve uma cesariana anterior, e eu tinha”.

Durante o parto, Renato ainda fez uso de uma manobra, que já não é mais aconselhada, a de Kristeller: “Na verdade, a minha barriga foi pressionada desde o momento em que ele chegou. Ele pede para uma médica da equipe dele fazer essa manobra de Kristeller que chama. E depois, ele pede para o anestesista fazer, porque o anestesista era mais forte”.

Shantal revela que sentiu dores fortes na barriga e, em trechos novos exibidos pelo Fantástico, o médico, a todo o momento, a culpava por não fazer força o suficiente. Após ver o vídeo completo do parto, ela tentou falar com Renato, mas sem sucesso.

“Quando a gente viu o vídeo foi que caiu a ficha mesmo. A primeira atitude que a gente tomou foi de mandar ele para o Kalil e mostrar em todas as partes onde a gente se sentiu agredido. Ele me deu uma resposta debochada e me bloqueou no WhatsApp. Ou seja, ele me calou, inclusive. Só que vendo todos os relatos que foram aparecendo depois de histórias iguais e muitas histórias muito piores, eu vi que realmente o buraco era mais embaixo”, finalizou.

Shantal entrou com um inquérito contra Renato Kalil em dezembro de 2021. O médico nega todas as acusações.

 

 

 

Veja também: Ex-namorada de Felipe Neto surge abalada nas redes sociais: “Volto quando tiver forças”

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.