Setor automotivo deve fechar mais postos de trabalho este ano

As demissões deve ocorrer devido a previsão de queda de cerca de 40% na produção; setor automotivo já fechou 4,1 mil vagas na pandemia

0

Até dezembro, o setor automotivo como um todo deve fechar mais postos de trabalho. Isto porque as empresas preveem queda de cerca de 40% na produção este ano em relação a 2019. O motivo é o fraco desempenho das vendas após o início da pandemia do novo coronavírus.

Nos últimos doze meses, o setor automotivo fechou 6,3 mil vagas, sendo que 4,1 mil desligamentos ocorreram na pandemia.

Atualmente, o setor emprega 121,9 mil trabalhadores, mas este número deve reduzir drasticamente diante dos cortes que as montadoras estão realizando.

Por exemplo, trabalhadores da Volkswagen aprovaram um plano de demissão voluntária (PDV) que deve cortar 5 mil postos de trabalho.

Já a General Motors encerrou na semana passada um PDV em duas fábricas. Na fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista, haverá corte de 294 postos. Além disso, a planta tem cerca de 700 funcionários em lay-off. Já na unidade de São José de Campos (SP), foram 235 trabalhadores inscritos no PDV. Do mesmo modo, a fábrica tem quase 1 mil trabalhadores em lay-off.

No mesmo sentido, a Renault tem um PDV na fábrica do Paraná cortar 747 vagas.

Em relação às vendas, de quase 3 milhões de veículos previstos inicialmente para 2020, agora o setor automotivo prevê vender apenas 1,8 milhão de unidades.

Fique por dentro de todas as notícias sobre Economia no Brasil123.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.