Senado do México aprova uso recreativo e medicinal da maconha

Maioria absoluta dos senadores aprovou a mudança na legislação sobre a maconha. Mas projeto ainda não virou lei

0

O Senado do México aprovou nesta quinta-feira (19), o uso medicinal e recreativo da maconha. De acordo com as informações oficiais, não foi uma vitória qualquer, foi uma vitória extremamente larga. Foi um 82 a 18 de acordo com dados do Governo.

Seja como for, o projeto ainda não virou lei. É que a pauta tem que ir agora para a Câmara. Se os deputados aprovarem, então o projeto ainda não estará pronto. Faltará ainda a aprovação do presidente do país, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador.

Mas o fato é que o projeto tem muitas chances de passar. Isso acontece porque Obrador prometeu descriminalizar o uso da maconha durante a sua campanha eleitoral. Ele afirma que essa descriminalização da maconha vai ajudar a “diminuir a criminalidade no país”.

Além disso, o projeto também não deve encontrar muita dificuldade na Câmara do país. Isso porque Obrador tem um certo controle das duas casas. Assim como no Senado, ele tem a maioria dos deputados da Câmara. Dessa forma, ele não deve encontrar muitas dificuldades para aprovar a pauta.

Caso isso aconteça, o México vai ser o terceiro país do mundo a legalizar a maconha para uso medicinal e recreativo. Os outros casos foram o do Uruguai e o do Canadá. Nos Estados Unidos, apenas alguns estados fizeram essa liberação.

Uso recreativo

Mas mesmo sendo o terceiro país a fazer essa legalização, o México se tornaria o maior mercado internacional de maconha. Isso só aconteceria se o país conseguisse essa legalização. Grupos mais conservadores fazem duras críticas ao projeto.

O México é neste momento um dos países mais violentos da América Latina. Isso acontece em grande parte por causa da ação de gangues de tráfico de drogas por lá. Não é raro ver atentados contra políticos importantes por parte dessas organizações criminosas. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.