Sedentarismo pode afetar o funcionamento do cérebro

Pessoas que sofrem com sedentarismo podem ter o funcionamento dos neurônios modificado e perda de memória.

0

Todos sabemos que o sedentarismo pode oferecer uma série de riscos para o corpo. Por exemplo, ele está associado ao aumento do colesterol, da pressão arterial, e a diabetes, infarto, entre tantas outras doenças.

O sedentarismo geralmente é associado à ingestão de uma dieta pouco saudável, além de haver pouca prática de atividade física, ou até mesmo nenhuma. Ele é intensificado em especial pelos hábitos da vida moderna. Dessa forma, elevadores, escadas rolantes, aparelhos eletrônicos e fast food contribuem para o aumento da condição.

Porém, o que poucas pessoas sabem, é que o sedentarismo pode ter efeitos não apenas em nosso corpo, mas também em nossa mente.

Efeitos do sedentarismo para o cérebro

De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia (UCLA), pessoas sedentárias podem ter uma alteração no lobo médio temporal, que tem grande participação na formação de novas memórias no cérebro. Isso acontece em função de uma perda de massa nessa região do cérebro.

Além disso, essa perda de massa pode ser percursora de um delírio cognitivo. Assim, o sedentarismo também pode ajudar a desencadear demência e o mal de Alzheimer em pessoas com idade mais avançada.

Nesse sentido, outros estudos já haviam apontado que o sedentarismo elevaria os riscos de uma morte prematura. Alguns desses estudos relatam que, como o sedentarismo altera o controle glicêmico, a irrigação sanguínea seria afetada. Como resultado, a degradação do cérebro é acelerada.

Em contrapartida, outros estudos mostram que a prática de exercícios físicos pode auxiliar no aprendizado, melhorar a atenção e o raciocínio, melhorar o humor e a própria memória. Igualmente, uma pesquisa brasileira mostrou que, em um grupo de idosos com predisposição ao mal de Alzheimer, aqueles que saíram do sedentarismo apresentaram melhora após quatro meses de exercícios físicos.

Por essa razão, mesmo os mais sedentários devem investir em uma mudança no estilo de vida, de modo a proteger não apenas seu corpo, mas seu cérebro, e ganhar qualidade de vida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.