SBT nega que campanha LGBTQIA+ seja resultado de uma determinação judicial

A emissora, em nota, garante que trabalha a inclusão em seus programas

0

O SBT chamou atenção, na última semana, ao lançar uma campanha contra a LGBTfobia, estrelado por funcionários e apresentadores da emissora. Patrícia Abravanel, que estava à frente do projeto, reforçou a importância do respeito e da evolução da sociedade no vídeo.

Juliette reflete sobre novo botão de desistência do BBB: “Teria apertado”

Em comunicado, nesta quarta-feira (12), a emissora negou que a campanha seja resultado de uma determinação judicial contra Patrícia. Durante o ‘Vem Pra Cá’, em outubro do ano passado, a comunicadora fez comentários preconceituosos contra a comunidade LGBTQIA+.

O SBT reitera que “não existe condenação contra o SBT e nem à sua artista”: “É bom que fique claro que o SBT lançou essa campanha na TV e em todas as plataformas digitais com o intuito de conscientizar e transformar as pessoas. A emissora sempre teve o seu Comitê de Diversidade e Inclusão para tratar dessa e de outras temáticas ao longo dos anos”.

Nas redes sociais, Marina Ganzarolli, diretora Associação Brasileira de Mulheres Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABMLBTI), garantiu que a emissora foi obrigada a veicular a reportagem após processo na Justiça. Ela mudou a legenda logo depois, mas ressaltou que o vídeo foi um compromisso do SBT para não receber uma multa judicial.

Veja a campanha ‘SBT do Bem’

O SBT surpreendeu o público, no começo de janeiro deste ano, ao veicular uma campanha contra a LGBTQIA+fobia após as polêmicas de Patrícia Abravanel. No vídeo, que é exibido nos intervalos da programação, a tolerância e respeito são pregados por todos os funcionários.

“Há 15 anos, o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTQIA+ no mundo”, inicia Patrícia Abravanel na campanha. “E o que você, o que nós temos a ver com isso? LGBTfobia é crime. E a gente contribui com isso sempre que nos omitimos”.

Além de Patrícia, Chris Flores, Gabriel Cartolano, Eliana, Celso Portiolli e outros estão na chamada, que finaliza: “Quando propagamos discursos de ódio, quando ofendemos a luta de tantas pessoas, quando não respeitamos os direitos do outro. Sabendo dessa realidade, precisamos nos unir e buscar a transformação. E ela começa em cada um de nós. A família SBT quer evoluir junto com você. E aí, você vem?”.

 

Veja também: Marcelo Faria assume novo namoro e ganha apoio da ex-esposa

 

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.