Saques indevidos do auxílio emergencial do Governo Federal

Caixa Econômica pode ser responsabilizada.

4

Aproveitando-se da simplicidade no sistema de pagamento do benefício do auxílio emergencial. Criminosos têm se utilizado do intervalo de tempo entre o depósito do auxílio emergencial no “Caixa Tem” e a data em que o saque do dinheiro é liberado para realizar saques indevidos do auxílio emergencial do Governo Federal.

Várias denúncias têm sido feitas por diversos beneficiários. De acordo com as denúncias, criminosos realizam saques indevidos no auxílio emergencial após trocar o e-mail e o telefone cadastrados pelo usuário.

A Polícia Federal emitiu nota oficial orientando os beneficiários que identificaram saques, transferências bancárias ou pagamentos de contas e boletos realizados por terceiros sem o seu consentimento.

De acordo com a PF, não existe necessidade de comunicação ou comparecimento às unidades da instituição em todo o país. “Os beneficiários lesados devem se dirigir apenas a uma agência da Caixa Econômica Federal para iniciar o processo de contestação de movimentação em conta e receber eventual ressarcimento”, informa a PF.

Responsabilidade da Caixa Econômica

Em situação análoga o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, TRF-3, julgou procedente o agravo legal em apelação cível Nº 0005848-85.2010.4.03.6114/SP, para ressarcir a título de danos materiais uma cliente da Caixa Econômica Federal que sofreu um saque indevido em sua conta poupança. O Banco ainda foi condenado a pagar R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a título de dano moral.

Em conclusão, o Desembargador Federal Valdeci dos Santos, relator do caso, fundamentou sua decisão nos seguintes termos:

“As circunstâncias narradas nos autos, denotam que a parte autora sofreu aflição e intranquilidade em face dos saques realizados em sua conta-poupança. Intuitivo que, em face desses anos decorridos implicou angústia e injusto sentimento de impotência, decorrendo daí o indeclinável dever de indenizar”.

Antes de mais nada, o beneficiário que constatar saques indevidos ou outras irregularidades em seu auxílio emergencial deverá procurar uma agência da Caixa Econômica Federal.

Auxílio emergencial: últimos dias para solicitar!(Abre numa nova aba do navegador)

4 Comentários
  1. Elaine Cristina Brachini Diz

    Então. Pra que mudar a forma de pagamento? Eu já tenho conta na caixa, recebi a primeira assim. Pra que complicar dessa maneira? Só está havendo mais e mais fraudes.

    1. Mauren Diz

      Me chamo Mauren e estou atravessando calvário. A primeira parcela do auxílio emergencial recebi na minha conta poupança,que foi em abril.A segunda parcela saiu para saque no dia 13/06 só que recebi apenas 200 reais na minha poupança. Já abri contestação na agência da caixa já falei 12 dias e tenho feito uma via sacra e até agora nada dizem que tenho que esperar .Esperar o que estou sem trabalho desde que começou a pandemia tenho uma filha para sustentar e para quem reclamar na caixa não adianta amanhã vou de novo
      O que fazer?

  2. Mauren Diz

    Me chamo Mauren e estou atravessando calvário. A primeira parcela do auxílio emergencial recebi na minha conta poupança,que foi em abril.A segunda parcela saiu para saque no dia 13/06 só que recebi apenas 200 reais na minha poupança. Já abri contestação na agência da caixa já falei 12 dias e tenho feito uma via sacra e até agora nada dizem que tenho que esperar .Esperar o que estou sem trabalho desde que começou a pandemia tenho uma filha para sustentar e para quem reclamar na caixa não adianta amanhã vou de novo
    O que fazer?

  3. Alexandra Diz

    Bom dia.
    O meu auxilio foi descontado indevidamente o valor de 600 reais .
    Nao sei o que fazer pois ja estiver Na caixa evonomica da minha regiao e nao obtive resistance nenhuma.
    Hoje abro o aplicativo caixa tem e so tenho de saldo 440 reais.
    OBS 160 reais eu fiz a retirada e o meu valor e de 1200 reais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.