Santos vence o Cianorte em casa em confirma vaga às oitavas de final

Agora, Peixe aguarda a definição do próximo adversário na Copa do Brasil

0

O Santos venceu o Cianorte por 1 a 0 na tarde desta terça-feira (8) e se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil.

Como já tinha vencido o jogo de ida por 2 a 0, fora de casa, na semana passada, o Peixe tinha uma ampla vantagem para o jogo de volta.

Agora, além de passar de fase e mostrar um futebol melhor a cada jogo, o Peixe ainda vai levar uma bola de R$ 2,7 milhões em prêmio. Assim, é só a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) fazer o PIX.

E, na próxima fase, o Peixe vai ter que aguardar a definição dos outros adversários e o sorteio para conhecer quem vai enfrentar.

Mas, enquanto isso, a equipe praiana agora volta a focar as atenções no Campeonato Brasileiro, onde vai para a terceira rodada neste final de semana.

No sábado (12), o Peixe recebe o Juventude, a partir das 19h, no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

O jogo

A partida começou em ritmo lento, com o Santos valorizando a vantagem conquistada no jogo de ida, em Cianorte.

Uma boa chance de abrir o placar veio aos 17min, com Gabriel Pirani, que recebeu na esquerda e chutou cruzado, por cima.

O Cianorte, que precisava de pelo menos dois gols, tinha dificuldades em sair do setor defensivo.

O Santos conseguiu abrir o placar e ampliar ainda mais a sua vantagem aos 25min. E foi um golaço.

Em bela jogada pela esquerda, o atacante Marcos Guilherme recebeu na entrada da grande área e chutou no ângulo esquerdo, fazendo 1 a 0.

O Peixe jogava fácil. O Cianorte tentava sair e deixava espaço para o contra-ataques santistas.

Mas, o primeiro tempo acabou mesmo com a vantagem parcial do time paulista.

Depois do intervalo, o Cianorte teve grande chance de empatar logo aos 4min, mas o goleiro John fez grande defesa e ainda deu uma bronca na zaga.

Aos 24min, Marcos Guilherme teve a chance de ampliar, em nova jogada pela esquerda, mas desta vez ele chutou em cima do goleiro.

Mas, no final, o placar ficou inalterado.

Leia também: Chapecoense: duas derrotas, seis gols sofridos e sinal de alerta no Brasileirão

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.