Santos vence o Boca e está na final da Libertadores

Peixe fez um partida espetacular, dominou os argentinos e está na final contra o Palmeiras

0

Nesta quarta-feira, o Santos atropelou o Boca Juniors por 3 a 0, com uma atuação de gala na Vila Belmiro, e se classificou para a decisão continental após 10 anos. Os gols santistas foram marcados por Diego Pituca, no 1º tempo, e Soteldo e Lucas Braga, no início da etapa complementar. Marinho com uma atuação espetacular, criando várias chances para o Alvinegro. Os argentinos, por sua vez, mostraram total descontrole emocional e ainda viram o lateral, Fabra, ser expulso por agredir Marinho, aos 11 do 2º tempo.

Imagem
Foto: Divulgação/Twitter Santos

O jogo

Em campo, o Peixe começou simplesmente avassalador e acertou a trave do Boca com apenas 27 segundos: Marinho disparou de longe no poste de Andrada. O Alvinegro praiano seguiu pressionando bastante, sufocando os argentinos e dando mostra de que faria um gol rapidamente.

E aos 16 minutos, Soteldo chutou, a bola bateu na mão do zagueiro Lisandro López, quase todos os jogadores que estavam na grande área pediram pênalti. Mas, Diego Pituca foi mais esperto, aproveitou o vacilo da defesa e abriu o placar girando e chutando cruzado contra a meta de Andrada.

Nos minutos finais da primeira etapa, o trio de ataque, Marinho, Kaio Jorge e Soteldo ainda tiveram oportunidades claríssimas, mas Andrada trabalhou bem para evitar o 2º tento santista.

Na volta do intervalo, esperava-se uma reação do Boca, mas o que se viu foi um verdadeiro atropelo da equipe da Baixada. E, com apenas quatro minutos, Soteldo recebeu na esquerda, arrancou, tirou o zagueiro e soltou um chute lindo no ângulo para ampliar o placar.

Com o time argentino nas cordas, o Peixe seguiu em cima e transformou a vitória em goleada dois minutos depois. Após jogada maravilhosa de Marinho, que deixou a zaga xeneize totalmente perdida, o atacante cruzou rasteiro para trás para Lucas Braga completar para o gol vazio.

Fabra agrediu Marinho com um pisão e foi expulso de maneira correta pelo árbitro Wilmar Roldán, aos 11 minutos do segundo tempo.

FINAL

Na grande decisão, o time comandado por Cuca irá enfrentar o rival Palmeiras, dia 30 de janeiro, às 17h (de Brasília), no Maracanã – o Verdão eliminou o River Plate na terça-feira.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.