Salvador tem 18 mortes violentas no final de semana com toque de recolher

Por meio de nota, a SSP informou que essa média apresentada é atípica, e que já foi constatado que a maioria dessas mortes têm relação com o tráfico de drogas

0

A fim de conter a disseminação da Covid-19, o estado da Bahia decretou um toque de recolher na região. Levando em consideração este fato, pode-se pensar que o número de mortes violentas nas localidades tenham diminuído. Todavia, foi exatamente o contrário que aconteceu.

Leia também: PM é preso saindo de comunidade no RJ com 14kg de crack

Isso porque, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o primeiro final de semana com aplicação do toque de recolher foi marcado por mortes violentas em Salvador e região metropolitana. No total, foram 18 pessoas assassinadas entre o sábado (20) e o domingo (21), a maioria na capital.

De acordo com SSP-BA, no sábado, foram seis pessoas assassinadas: todas elas homens com idades entre 21 e 33 anos. Em Salvador, todas as mortes aconteceram na periferia. Já no domingo, 12 mortes violentas foram registradas.

Ainda  segundo a secretária, essas mortes seguia o mesmo padrão, isto é, homens em bairros periféricos, sendo que todos os outros óbitos são do gênero masculino, de pessoas com idades entre 24 e 43 anos.

Mortes atípicas 

Em nota, a SSP afirmou que essa média apresentada é atípica, e que já foi constatado que a maioria dessas mortes têm relação com o tráfico de drogas. Além disso, a secretária disse que, apesar de terem acontecido dentro do toque de recolher, que não há relação com as medidas de restrição de horário.

Apesar disso, a secretaria informou que avalia o que causou esse crescimento das mortes no final de semana e que os casos são investigados pela Polícia Civil.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.