Salário de prefeito, vice e de secretários de SP terão reajuste de mais de 46%

Hoje, o salário atual do prefeito, que é de R$ 24.175, passará a cerca de R$ 35.462 - com variação de 46,6%

1

Imagine você acordar e descobrir que seu salário foi reajustado em 46%. Seria uma notícia e tanto, não é? Foi exatamente isso que aconteceu com o prefeito, com o vice e com os secretários da cidade de São Paulo. Isso porque a Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou, em primeira votação, e de forma simbólica, o aumento para esse grupo.

Leia também: Maia elogia decisão de ministros do STF para trabalhar no recesso

O reajuste, votado nesta segunda-feira (21), vale a partir de 2022 e precisará ser aprovado em 2ª votação também. Hoje, o salário atual do prefeito, que é de R$ 24.175, passará a cerca de R$ 35.462 – com variação de 46,6%.

Já o salário do vice-prefeito terá variação de 47% e dos secretários chega a quase 53% de aumento. De acordo com as informações, a sessão foi presidida pelo atual presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM). Não foi divulgado, até o momento, quando ocorrerá a 2ª sessão de votação.

Parlamentares criticam aumento no salário 

Alguns parlamentares criticaram a aprovação por ter ocorrido na semana de Natal e após um ano de contingenciamento de gastos devido à pandemia de Covid-19. Em nota, a Câmara de Vereadores informou que o projeto de lei votado trata da correção dos subsídios “do prefeito, vice-prefeito e secretários em patamar abaixo da inflação acumulada no período” dos últimos 8 anos.

“Desde a última correção, em 2012, a inflação acumulada chega a 63,11% pelo IPCA e 100,41% pelo IGP. Importante ressaltar ainda que a correção valerá apenas a partir de janeiro de 2022”, disse a Casa legislativa em nota.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.