Robôs ameaçam futuro de 54% dos empregos no Brasil, diz estudo

De acordo com levantamento, o futuro do mundo do trabalho poderá ter menos humanos do que vemos por aí hoje em dia

0

O resultado de uma pesquisa da Universidade de Brasília (Unb) deixou muita gente de boca aberta nesta semana. É que o estudo mostrou que os robôs ameaçam o futuro de 54% dos empregos que o Brasil tem hoje.

Os números assustam de fato porque muita gente tem medo de perder o emprego. Seja como for, vale lembrar que isso é apenas uma projeção para um futuro bem distante. Talvez os nossos netos devessem estar com um nível maior de preocupação.

E essa preocupação existe porque o estudo mostra que boa parte das empresas irão passar a aderir ao trabalho de máquinas. Isso porque o grau de erro delas é bem menor. Além disso, elas não irão cobrar direitos trabalhistas nem entrarão na Justiça do Trabalho contra o empregador.

Mas em entrevista para o Jornal Folha de São Paulo, o especialista em tecnologia Thomas Davenport, da Universidade de Harvard, falou sobre o assunto. De acordo com ele, o mundo não precisa perder empregos. Basta, ainda na visão dele, buscar uma adaptação.

“Ainda teremos muitos trabalhadores humanos, mas cada um terá como colega uma máquina inteligente. Um sistema que diz como fazer o seu trabalho melhor”, disse ele. “As únicas pessoas que vão perder os trabalhos são aquelas que se recusarem a trabalhar com esses conceitos”, completou.

Robôs no mercado de trabalho

O futuro do mercado de trabalho no mundo é sempre um assunto que chama muito atenção. Assim como algumas profissões do passado deixaram de existir, alguns trabalhos de hoje não existirão mais em breve.

Mas ao mesmo tempo em que algumas áreas deixam de existir, outras tendem a se fortalecer. Na onda da proteção ambiental, qualquer trabalho que envolva o uso de materiais não nocivos para a natureza tende a crescer nas próximas décadas. Pelo menos é isso o que dizem os especialistas.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.