Rio anuncia datas que prevê desobrigar máscaras e liberar público em estádios e boates

Prefeitura fará 4 dias de festa para celebrar flexibilização de medidas contra a Covid-19

0

O prefeito do Rio de Janeiro (RJ), Eduardo Paes (PSD), anunciou hoje (29) que prevê a liberação de 50% do público vacinado contra Covid-19 em estádios e boates para o dia 02 de setembro, além de desobrigar o uso de máscaras em 15 de novembro, quando todas as medidas restritivas contra a Covid-19 serão retiradas na capital fluminense.

rio estádios boates público
Foto: Reprodução

A flexibilização de público em estádios e casas noturnas depende da cobertura vacinal, que precisa atingir 77% da população com a primeira dose e 45% com a segunda para que a medida seja implementada.

Para celebrar a reabertura, a Prefeitura organizará 4 dias de festa em toda a cidade, entre 2 e 5 setembro, com atividades culturais, gastronômicas, esportivas e de lazer. “Nosso desejo é que o Rio seja a cidade do mundo inteiro que celebre o reencontro da vida com ela mesma.”, disse o prefeito Eduardo Paes, que classificou o planejamento como otimista e conservador ao mesmo tempo.

“Se houver necessidade, se o secretário de Saúde chegar para mim um dia e falar que não dá porque aumentou ou chegou uma nova variante, imediatamente a gente interrompe qualquer processo de abertura e pode impor novas medidas restritivas (…) Tudo indica, nesse momento, os dados, internações, óbitos, que a gente vive um momento melhor. Não é um momento ideal ainda, por isso as restrições continuam e a abertura é gradual”, disse.

A reabertura será feita em 3 etapas: a primeira no dia 02 de setembro, com liberação de eventos em ambientes abertos, estádios e boates com 50% do público com o esquema vacinal completo contra a Covid-19.

Estádios poderão receber 100% do público vacinado em outubro

Já em 17 de outubro estádios, boates, festas e casas de show poderão funcionar com 100% da capacidade total, podendo receber apenas pessoas imunizadas contra o novo coronavírus.

A última etapa, no dia 15 de novembro, prevê o fim das medidas de distanciamento social e a desobrigação parcial do uso de máscaras, que deverão ser usadas apenas no transporte público e em unidades de saúde.

Para que a reabertura seja possível, o Rio de Janeiro depende da continuidade da chegada de vacinas contra a Covid-19 e de um cenário epidemiológico favorável, com baixo número de hospitalizações e mortes pela doença.

Segundo a previsão da Prefeitura, toda população adulta estará vacinada com a primeira dose até 18 de agosto.

“Outro dia me disseram que eu não deveria ter divulgado o calendário sem ter a certeza que o ministério (da Saúde) iria enviar as vacinas. Falei que temos que divulgar o calendário para que, caso atrase, a gente tenha pressão popular e, dessa forma, a vacina chegue logo.”, afirmou Paes.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.