Ribamar entra na justiça contra o Vasco da Gama

Jogador com pouco tempo fora do clube cobra R$ 1,5 milhão de reais do clube carioca

0

Pouco menos de dois meses após deixar o Vasco, Ribamar decidiu cobrar salário atrasado e demais direitos trabalhistas que julga ter direito na Justiça. O processo, ainda em fase inicial, tem valor estimado em quase R$ 1,5 milhão.

Ribamar com a camisa do Vasco
Foto: Andre Melo Andrade/MyPhoto Press/Lancepress!

Ribamar deixou o Vasco em 22 de dezembro do ano passado, após ter um desentendimento com o então técnico Ricardo Sá Pinto – o vínculo venceria em 31 do referido mês. Contratado por empréstimo em dezembro de 2018 do Ohod, da Arábia Saudita, pelo diretor executivo Alexandre Faria, na gestão do ex-presidente Alexandre Campello, nunca caiu nas graças da torcida e tampouco foi titular absoluto: marcou oito gols em 61 jogos.

A reclamatória corre na 17ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro e foi distribuída no último dia 10 de fevereiro. O Vasco já foi notificado, porém, ainda não se manifestou no processo – está dentro do prazo.

De acordo com o relatado pela defesa de Ribamar, a cobrança é de R$ 1.428.990,00. Ela é referente a salário atrasado (outubro, novembro e dezembro de 2020), 13º e férias proporcionais, premiação não paga (bichos por vitória em jogos da Copa do Brasil, da Sul-Americana e do Brasileirão) FGTS e verbas rescisórias. Há pedido de pagamento de multas e indenizações também.

Ribamar não deve ser o único a acionar o Vasco nas próximas semanas. Com o iminente rebaixamento, vários jogadores devem deixar o clube, que deve meses de salários a elenco e funcionários.

Recentemente, Wendel, que atuou pelo Vasco entre 2012 e 2013, notificou o Cruzmaltino e a Justiça determinou o pagamento de R$ 14,7 milhões ao atleta.

Brasil 123 esportes, a sua paixão em um clique.

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.