Retomada do turismo: desafios e expectativas…

Retorno será lento e parlamentares pedem apoio ao setor

0
Com a possível retomada do Turismo, aos poucos, é preciso aliviar os impactos econômicos e sociais sobre a cadeia do setor. É o que defende diversos parlamentares.
Vale ressaltar que o segmento do Turismo foi um dos afetados pela pandemia, no Brasil. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), só em abril o setor sofreu perdas de mais de R$ 11 bilhões em volume de receitas.
Muitos parlamentares, por exemplo, alegam que é preciso que o governo crie iniciativas que apoiem o setor neste retorno. Saiba mais!

 

Desafios e expectativas para a retomada do Turismo

De acordo com o deputado Itamar Borges, que preside a Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa de São Paulo (CAE), é preciso atenção com toda a cadeia do setor. “É necessário olhar com atenção para toda a cadeia produtiva do Turismo. Além, é claro, de todas as atividades econômicas do nosso estado e país.”, defende o deputado.
Vale saber que, a princípio, um o programa foi criado para melhor estruturar os destinos turísticos por meio de planos de investimentos do setor público e privado para a retomada do Turismo. No entanto, com a evolução da pandemia e seus impactos, a Secretaria de Turismo decidiu mudar o foco das ações do programa. Por exemplo, facilitou o acesso aos bancos para obter recursos de capital de giro e cobrir despesas fixas e operacionais das empresas. Entre elas: salários, fornecedores, taxas, aluguéis, condomínios, entre outras.
“O turismo é importante para os municípios, para o estado e país. O setor o primeiro a sentir o impacto da pandemia. Além disso, a retomada deve ser bem lenta. Portanto, é preciso pensar nos novos hábitos de consumo e de comportamento e se adaptar.”, acredita o parlamentar. 
De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), o impacto da Covid -19 é tão grande no setor, que a recuperação e retomada do segmento, que em 2019 tinha números como 8% do PIB do País,  pode levar entre cinco e sete anos para se restabelecer. Os desafios do Turismo para 2020, então, são grandes, mesmo com o setor está se preparando para a retomada.
“É preciso aliviar e minimizar as perdas econômicas e de emprego. Como, por exemplo, proporcionar segurança aos turistas e trabalhadores do turismo, fomentar e garantir uma retomada de atividades.”, considera Itamar Borges. Além disso, o parlamentar cita iniciativas como apoio e estímulo ao Turismo. como a Plataforma Mutirão do Turismo.

Ações de incentivo

Além disso, ações como o Programa de Crédito Turístico, o projeto SP para Todos e outras. Estas, auxiliariam muito na retomada do setor, com a liberação de recursos para os Municípios de Interesse Turístico, por exemplo.
Enquanto isso, recentemente, o Governo de São Paulo firmou um acordo de cooperação técnica com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que prevê a doação de US$ 250 mil para o desenvolvimento de projetos de retomada e recuperação sustentável do turismo paulista. O recurso, também, será utilizado para a elaboração de estudos complementares que apoiem futuros pedidos de financiamento internacional.
“Um dos fatores mais importante neste momento e no pós-pandemia é a responsabilidade. Estamos todos preocupados com a saúde e, ao mesmo tempo, com questões econômicas. Antes, o setor do Turismo já precisava de um olhar atento. Agora, o planejamento para a atividade deve ser crucial para estabelecer uma retomada segura.”, completa Borges.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.