Renan diz que Bolsonaro precisa de focinheira, após presidente tirar máscara e atacar jornalista

Senadores emitiram nota em solidariedade à repórter da Rede Vanguarda

0

Na noite desta segunda-feira (21), o senador e relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) precisa usar uma focinheira, e não uma máscara contra Covid-19, após o ataque a jornalista Laurete Santos, da Rede Vanguarda, afiliada da Rede Globo no Vale do Paraíba (SP).

Na ocasião, a repórter perguntou por que Bolsonaro não estava de máscara quando chegou ao município de Guaratinguetá (SP), onde cumpriu agenda oficial. Irritado, o presidente mandou a jornalista “calar a boca” e tirou a máscara que estava usando no momento da entrevista. Como em diversos outros estados, em São Paulo, o uso de máscara é previsto por lei.

“Talvez tenhamos errado na solicitação ao presidente da República. Pode não ser mesmo o caso de pedir para ele usar máscara, mas focinheira ou bridão de argola.”, postou Renan ao comentar o caso no Twitter.

Bolsonaro ainda mandou membros da própria equipe calarem a boca e atacou a TV Globo, além de reclamar da cobertura que a CNN fez das manifestações contra o governo federal no último final de semana.

Senadores condenam ataque de Bolsonaro à jornalista

Em nota, membros da CPI da Covid condenaram a atitude de Bolsonaro e demonstraram solidariedade à jornalista Laurene Santos, da TV Vanguarda.

“A agressão do senhor presidente da República não foi apenas à jornalista Laurene, mas a todos os brasileiros que anseiam por uma resposta à tragédia que atingiu mais de 500 mil famílias desde o início da pandemia, no ano passado”, diz a nota, assinada pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), e pelo vice-presidente, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

“Tentar calar e agredir a imprensa é típico de fascistas e de pessoas avessas a democracia brasileira. Não chegamos a esse quadro devastador, desumano, por acaso. Há culpados e eles, no que depender da CPI, serão punidos exemplarmente”, acrescenta o texto, que também leva assinatura de Renan Calheiros (MDB-AL), e mais sete senadores: Tasso Jereissati (PSDB-CE), Otto Alencar (PSD-BA), Eduardo Braga (MDB-AM), Humberto Costa (PT-PE), Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Rogério Carvalho (PT-SE) e Eliziane Gama (Cidadania-MA).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.