Remédio mais caro do mundo vai ser pago pela União, entenda

0

A 3ª Vara Cível da Justiça Federal do Distrito Federal decidiu que a União deve pagar o valor equivalente a R$8.394.748,46 para que a família de Arthur Belo, de 1 ano e 10 meses, compre o remédio mais caro do mundo.

A decisão com data do dia 15, concedeu a União o prazo de 48 horas para efetuar o depósito do valor, sob pena de multa diária de 80 mil reais. O Ministério da Saúde recorreu da decisão.

O pequeno Arthur, aos 6 meses de idade, foi diagnosticado com Atrofia Muscular Espinhal (AME), doença genética e neurodegenerativa. A AME é uma doença rara, que é causada pela ausência de um gene responsável por produz a proteína que protege os neurônios motores. Assim, os neurônios vão morrendo e os músculos atrofiando.

Remédio mais caro do mundo

O Zolgensma, remédio mais caro do mundo, é fabricado nos Estados Unidos, pertence ao laboratório Novartis e custa 11,7 milhões de reais. Além do valor exorbitante, o medicamento só pode ser aplicado em pacientes de até 2 anos de idade, pois ele surte melhores efeitos em pacientes que não sofreram muitas perdas com a doença.

Uma dose do remédio mais caro do mundo pode reverter a doença e curar geneticamente o portador. Ou, pelo menos, estabilizar a progressão dos sintomas.

O medicamento, que é uma cópia do gene ausente, faz com que o corpo da criança comece a produzir a proteína.

Assim que a família de Arthur descobriu a doença, em Maio de 2019, eles começaram a pensar em como fariam para arrecadar os 2,125 milhões de dólares americanos, preço do remédio mais caro do mundo.

Tiveram a ideia de começar uma “vaquinha” online e criaram o perfil @amearthurbelo nas redes sociais. Desde então, eles conseguiram arrecadar a quantia de 3,3 milhões de reais, que não chegava nem a metade do que precisavam. Assim, em Julho, resolveram entrar na justiça e pedir que o Governo completasse o valor.

A notícia de que o restante do valor para comprar o remédio mais caro do mundo  vai ser pago pela União saiu essa semana. Agora, a família tem até Novembro para aplicar o medicamento, pois é quando Arthur completará 2 anos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.