Reajustes de combustíveis pode elevar a inflação: “dólar está alto”

2

Os reajustes de combustíveis já aumentaram a gasolina em mais de 31% enquanto o diesel teve alta de 27%. O anúncio foi dado pela Petrobrás, gigante estatal, nesta quinta-feira (18) e deveria ser colocado em prática hoje (19). 

Atualmente, a gasolina está a R$ 2,48, alta de 10,2%, após reajuste de R$ 0,23. O valor varia bastante entre cada cidade. Em Macapá, Amapá, os motoristas realizam protestos porque já chegaram a R$ 4,20. Na cidade de Brusque, Santa Catarina, já chegou na faixa de R$ 4,85. Algumas cidades registraram mais de R$ 5 no valor do litro. 

Leia mais: #SomosTodosDanelSilveira: Hashtag causa polêmica política nas redes sociais

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), em menos de uma semana houveram reajustes de combustíveis que chegaram a R$ 0,42 por litro. Tavares argumenta que a Petrobrás já promoveu oito aumentos desde o começo de 2021. 

Jair Bolsonaro argumentou que a culpa seria do ICMS e sugeriu que fosse um imposto fixo: os estados possuem valores diferentes de ICMS e causam grandes variações. É uma forma de arrecadação de tributos. Contudo, governadores se manifestaram como foi o caso de João Doria e acrescentaram que o presidente estava “empurrando responsabilidade” e era “irresponsável”. 

Reajustes de combustíveis: Privatização, será?

O presidente da República ameaçou em uma live que poderia demitir o CEO da Petrobrás, Roberto Castello Branco. Isso fez com que as ações caíssem em 5,33% e o Ibovespa fosse contra a maré mundial. Especialistas afirmam que Bolsonaro não deve tomar essa ação já que é exclusiva do Conselho Administrativo. Segundo o Manchetes do Dia, a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) iniciou o pregão nesta sexta-feira (19) com queda de 0,75% e 118.307 pontos.

Leia mais: Bitcoin pode passar de R$ 300 mil neste fim de semana

Nesta mesma transmissão realizada ontem (18), deu-se tempo para abordar sobre a alta do dólar e a importância de diminuí-lo para R$ 5. O intuito é realizar reformas tributárias para que o governo consiga chegar a esse objetivo. A alta do dólar é uma das razões pela qual a moeda brasileira estar desvalorizada. O presidente da República já supôs a privatização para controlar os reajustes de combustíveis.

“Ninguém vai comprar nada aqui no Brasil se tiver insegurança. Eu vou investir e não sei se vou ter o retorno no tocante a isso daí. Então nós vamos fazer o possível, a gente espera, se Deus quiser, brevemente a gente acalme aqui as questões do mercado”, afirmou Jair Bolsonaro. 

 

Leia Também:

2 Comentários
  1. […] Leia também: Reajustes de combustíveis pode elevar a inflação: “dólar está alto” […]

  2. […] Leia também: Reajustes de combustíveis pode elevar a inflação: “dólar está alto” […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.