Quase dois milhões de domésticos perderam emprego no último ano, diz IBGE

De acordo com dados do IBGE, grupo foi um dos mais atingidos pela crise econômica e pela pandemia. Emprego ficou mais raro nesse período

1

Quase dois milhões de domésticos perderam emprego na pandemia durante os últimos 12 meses no Brasil. Pelo menos é isso o que mostram os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre as taxas de emprego no país.

De acordo com informações da pesquisa, cerca de 1,7 milhão de domésticos perderam os seus empregos formais. É portanto o grupo que mais sofreu demissões durante os últimos tempos no Brasil. O número preocupa o setor.

Segundo especialistas, esse número de demissões acontece por uma série de razões. Logicamente a principal delas é a pandemia do novo coronavírus. É que tem muito patrão com medo de se contaminar. Por isso, eles acabam encerrando os contratos com esses empregados.

Mas não é só isso. Há ainda os motivos indiretos. Muitos patrões também estão sofrendo com a crise econômica, por exemplo. Essas pessoas não estão conseguindo manter um empregado neste mesmo momento.

Outra questão é que as famílias podem estar percebendo que é possível cuidar da casa sozinhas. Com a dispensa do empregado por causa da pandemia, essas pessoas tiveram que se virar sozinhas. Quem se saiu bem, dificilmente vai contratar o doméstico novamente.

Domésticos no Brasil

E é justamente por esta série de fatores que os especialistas acreditam que esta área trabalhista vai demorar mais para se recuperar no período do pós-pandemia. É que muita gente vai decidir não seguir pagando pelos serviços do doméstico.

Não entra aqui nesta lógica, a situação das diaristas. É que essas profissionais não possuem um vínculo de emprego. Dessa forma, os empregadores não precisam pagar nada em caso de dispensa. Assim, essas profissionais poderão ter uma recuperação mais rápida.

1 comentário
  1. […] Quase dois milhões de domésticos perderam emprego no último ano, diz IBGE […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.