Quantidade de drogas apreendidas em 2020 no Ceará foi a maior desde 2006

2017 era o ano detentor do melhor resultado de apreensão de drogas. À época, a segurança pública do estado capturou 7,2 toneladas de entorpecentes

0

A apreensão de drogas no estado de Ceará registrou um aumento de 67% em 2020 ante o mesmo período de 2019. Segundo um balanço divulgado nesta terça-feira (26) pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), no ano passado, as polícias Civil e Militar do estado confiscaram 8,3 toneladas de cocaína, crack e derivados de cannabis.

Leia também: Cocaína esteve mais cara do que nunca em 2020

É o maior número desde 2006, de acordo com dados compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

De acordo com a SSPDS, 2017 era o ano detentor do melhor resultado de apreensão de drogas. À época, a segurança pública do estado capturou 7,2 toneladas de entorpecentes.

Estratégias para aumentar apreensão de drogas

Segundo a secretaria, para chegar nesse recorde, o estado realinhou as ações e fortaleceu a inteligência, a fim de se antecipar às investidas criminosas. De acordo com Sandro Caron, secretário da Segurança Pública e Defesa Social, dentro da estratégia de combate ao crime organizado é agir com inteligência, planejamento e com foco na estratégia.

Incineração de drogas
Foto mostra momento em que a cocaína apreendida pela polícia do estado é incinerada. (Foto: reprodução/SSPDS)

“Também é importante destacar que reprimindo o tráfico de drogas se corta a principal fonte de renda dos grupos criminosos. Com o combate eficiente, uma repressão qualificada ao crime organizado, com a prisão de seus chefes e a descapitalização desses grupos, nós atingimos toda essa estrutura criminal”, adicionou o secretário.

Por fim, Sandro ressaltou que o trabalho das forças de segurança que impactaram nas apreensões de entorpecentes no ano passado.

“Utilizamos a inteligência para nos guiar. Utilizamos também estatísticas criminais para melhor posicionar os efetivos da Polícia Militar, com o policiamento preventivo e ostensivo. É importante destacar ainda o controle nas divisas do Estado para que se possa interceptar essas drogas já nas entradas do Ceará”, finalizou o secretário.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.