Veja qual é o melhor tipo de máscara contra a Covid-19

Estudo publicado na revista Science compara 14 tipos de máscaras.

1

No Brasil já foram registradas mais de 200 mil mortes pelo novo coronavírus. As vacinas já estão chegando, entretanto, cientistas alertam que o uso da máscara deve ser mantido por mais algum tempo. 

Mesmo tendo se passado tantos meses desde o começo da pandemia, ainda há dúvidas sobre qual é o melhor modelo de máscara e qual deve ser evitado. Por isso, cientistas da universidade de Duke, nos Estados Unidos, compararam 14 tipos de máscaras e as colocaram à prova. 

Ranking de máscaras mais eficientes

Essa lista mostra, respectivamente, as máscaras mais eficientes até as máscaras menos eficientes: 

  • 1 – N95;
  • 2 – Cirúrgica de três camadas;
  • 3 – De três camadas com polipropileno e algodão;
  • 4 – Com duas camadas de polipropileno;
  • 5 – Estilo plissado de algodão com três camadas;
  • 6 – Estilo plissado de algodão com duas camadas em outros modelos;
  • 7 – N95 com válvula;
  • 8 – Algodão de duas camadas não plissada;
  • 9 – Com uma camada de poliéster;
  • 10 – Estilo plissado de algodão com uma camada;
  • 11 – Estilo plissado de algodão com duas camadas;
  • 12 – Máscara de tricô;
  • 13 – Bandana;
  • 14 – Polaina de pescoço.

Materiais como a Polaina de pescoço, por exemplo, dispersaram mais gotículas até mesmo do que pessoas sem máscara alguma dispersaram, por isso, não são uteis, segundo o estudo.

Processo de realização dos testes

Os pesquisadores testaram cada tipo de máscara. Todas muito conhecidas e usadas frequentemente. Assim, eles colocaram à prova a capacidade dos materiais para impedir as gotículas ao falar ou espirrar, por exemplo.

“Levando em consideração que as partículas de menor tamanho são transportadas pelo ar por um período maior de tempo do que as gotas grandes (as gotas maiores caem mais rápido), assim, o uso de produtos como a Polaina pode ser contraditório”, explicam os pesquisadores sobre as máscaras que ficaram em último lugar na lista. 

Teste caseiro para verificar a eficiência da máscara 

Um teste caseiro para perceber se a máscara é realmente eficaz é o teste da luz do sol, de acordo com o engenheiro biomédico Vitor Mori. Para isso, basta pegar a sua e colocá-la em direção ao sol. Assim, se notar que é possível ver claramente a luz solar através da máscara, é sinal de que o tecido não oferece a proteção necessária. 

Tecidos como o tricot estão “na moda” entre várias pessoas, especialmente entre as mulheres, por, de fato, mostrarem um tecido mais bonito. Mas, como pode-se ver através do estudo, elas não oferecem o mais importante – proteção.

Fonte: Science Magazine, G1.

 

Leia Também:

1 comentário
  1. […] a realizar dois procedimentos. O primeiro é entregar máscaras para todos os funcionários. Elas podem ser de tecido ou mesmo cirúrgicas. O segundo é obrigar os empregados que não usam as máscaras a se retirarem do […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.