Quais as principais causas do aborto de repetição?

0

Você sabia que em média 20% das gestações evoluem para aborto espontâneo? Considera-se aborto de repetição quando a mulher sofre três ou mais abortos. Quando isso ocorre, o sentimento de medo é inevitável, fazendo com que a mulher fique apreensiva em sua próxima gravidez. Por isso, neste momento, a informação pode fazer toda diferença.

Veja algumas das principais causas do aborto de repetição

  • Genéticas: A maior parte dos abortos se devem a alterações genéticas no embrião.
  • Anatômicas: O útero é o órgão que “recebe” o embrião no seu interior e alterações da anatomia do útero, como malformações congênitas e adquiridas, podem distorcer a cavidade uterina, causando um aborto.
  • Trombofilias: Trata-se de um grupo de doenças em que há um desequilíbrio entre a coagulação e a fibrinólise, essas condições favorecem a formação de pequenos trombos nos vasos da placenta, levando ao abortamento.
  • Endócrinas: A falta de controle de doenças como diabetes e distúrbios da tireoide (hipo e hipertireoidismo) estão relacionadas a abortamento.

Estatísticas

Estatisticamente, as principais causas de aborto são erros genéticos. Em abortos antes de 6 semanas de gravidez, mais de 98% por alterações genéticas no feto. Dessa forma, quando for possível, é muito importante que o médico solicite o exame genético do material retirado do aborto (curetagem ou AMIU) para confirmarmos ou excluirmos essa causa.

Dessa forma, além das trombofilias é muito importante investigar alterações genéticas nos pais (cariótipo e CGT), alterações de conversão do ácido fólico, fatores inflamatórios endometriais (endometrite crônica), mal formações uterinas (septos e aderências) e fatores imunológicos (sistema KIR/HLC das células NK uterinas)

Nesse sentido, não hesite em procurar ajuda de um profissional quando decidir aumentar a sua família. Em casos de aborto de repetição ele irá investigar a causa e escolher o melhor tratamento para o seu caso. O aborto de repetição pode causar danos psicológicos à mulher, por isso, se você estiver passando por essas perdas, procure um profissional.

Por fim, veja também: Quais são os riscos da obesidade na gestação?

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.