Psicóloga testemunha que Johnny Depp teria estuprado Amber Heard durante relacionamento

O ator processa a ex-esposa em U$50 milhões por difamação

0

O julgamento de difamação de Johnny Depp contra Amber Heard continua a repercutir nas redes sociais. Após a atriz demitir sua assessoria de imprensa e tentar arquivar o processo, ela agora recebeu como apoio o testemunho da psicóloga Dawn Hughes.

Felipeh Campos se explica após polêmica com cabelo de Paulo André

Em depoimento na tarde desta terça-feira (3), no tribunal do Condado de Fairfax na Virgínia, nos Estados Unidos, Dawn revela que Johnny teria estuprado a atriz diversas vezes durante o relacionamento: “Quando o sr. Depp estava alto ou bêbado, ele a jogava na cama, arrancava a camisola dela e tentava fazer sexo com ela”.

“Houve vezes que ele a forçou a fazer sexo oral nele quando estava bravo”, continuou a psicóloga. Ela ainda relembrou uma ocasião em que o astro teria feito “uma busca na vagina dela” para verificar se Amber estava escondendo cocaína dele.

A médica de Amber Heard ainda contou um caso terrível, que teria ocorrido em 2015, no qual Depp decepou o dedo: “Ele estava batendo nela, a enforcando e dizendo que a mataria. Ele pegou uma garrafa que estava no bar e a penetrou”. A psicóloga ainda acusou Depp de tentar controlar a carreira e a vida da jovem.

Por fim, a doutora desmentiu o testemunho da médica Shannon Curry, que faz parte da defesa de Johnny Depp, no qual afirmava-se que Amber sofria de transtorno de Borderline. Em seu diagnóstico, a atriz sofria de Transtorno Pós-Traumático.

Johnny perdeu o primeiro processo

Johnny Depp perdeu oficialmente o processo que movia contra o jornal britânico The Sun e sua ex-esposa Amber Heard em 2019. O ator, aliás, havia entrado com uma ação contra o tablóide por tê-lo taxado como “espancador de mulheres”. Isso ao divulgar fotos enviadas por Amber em seu jornal, em que ela aparecia machucada.

O juiz britânico Justice Nicol julgou verdadeira as afirmações do jornal The Sun e de 12 entre as 14 acusações de violência doméstica feitas pela atriz. Para o juiz, aliás, as agressões contra Amber por parte de Depp se tornaram constantes desde 2013 e os dois ficaram juntos até 2017.

Diante disso, Johnny Depp saiu da franquia Animais Fantásticos e Onde Habitam, no qual ele interpretava Grindewald. Ele, então foi substituído pelo ator Madds Mikkelsen no Universo de Harry Potter.

 

Veja também: Sabrina Sato confessa medo após sair da Record: “Risco”

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.