Promotorias de quatro municípios paranaenses pedem lockdown no Estado

Ministério Público acolheu e, agora, governador pode decretar o isolamento máximo

0

 

A situação da COVID-19 no Estado do Paraná está se agravando, ao mesmo tempo em que nem todas as pessoas têm o discernimento necessário para ficar o máximo possível em casa. O resultado disso é que a quantidade de pessoas contaminadas cresce e os hospitais ficam cada vez mais lotados.

Para reverter isso, as promotorias de quatro cidades do Paraná se juntaram para pedir ao Ministério Público a intervenção para um lockdown obrigatório. As cidades em questão são Londrina, Cascavel, Curitiba e Maringá e o MP de fato acolheu a solicitação.

Agora, o governo do Paraná pode ser obrigado a decretar o lockdown em diversas cidades, dando prioridade àquelas que estão com menos leitos nos hospitais dedicados ao coronavírus e mais óbitos e casos.

No lockdown, apenas os serviços essenciais ficam em funcionamento, mas a restrição à circulação das pessoas é muito mais rígida, inclusive com o auxílio da polícia. As viaturas ficam estacionadas em ruas estratégicas para que as pessoas não possam passar sem que provem a necessidade real de sair de casa.

Caso as pessoas não consigam provar isso, então a polícia solicita que elas voltem às suas casas. Se houver resistência, é possível que os policiais levem esse cidadão para a delegacia por colocar em risco a saúde dos outros cidadãos.

No momento, Paraná tem 613 óbitos decorrentes da COVID-19 e 21.326 casos confirmados.

Manaus é um exemplo de como o lockdown pode reverter surtos graves

A cidade de Manaus foi uma das que apresentaram pior quadro de COVID-19 no país, com um número muito amplo de óbitos e de casos confirmados. A situação ficou tão intensa que as pessoas não conseguiam mais atendimento nos hospitais, sendo necessário criar um hospital de campanha.

No entanto, depois de algumas semanas de lockdown, a situação da cidade foi revertida de modo impressionante: agora, o número de mortes e de casos diminuiu, a população manauara já pode circular pelas ruas com máscara e o hospital de campanha até foi desativado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.