Procon registra aumento de reclamações em empréstimos consignados

De acordo com o Procon de São Paulo, número de queixas cresceu quase 50% em 2020. Instituições financeiras podem ter alta punição

1

As reclamações relacionadas aos empréstimos consignados estão aumentando no Brasil. Pelo menos é o que diz o Procon de São Paulo. De acordo com a maioria das reclamações, bancos estão enviando cobranças para pessoas que não pediram os empréstimos.

Ou seja, a pessoa está em casa e recebe a cobrança de um empréstimo que nunca fez de fato. Em alguns casos, as pessoas estão registrando a cobrança de até dois empréstimos de uma só vez. Dessa forma dá para dizer que é uma situação no mínimo constrangedora.

De acordo com o Procon de São Paulo os números de reclamações por causa dessas cobranças cresceu no primeiro semestre deste ano. E não foi qualquer aumento. Foi um aumento de 48% em relação ao primeiro semestre do ano de 2019.

Não se sabe ao certo o que pode estar acontecendo. Também não se sabe se todos esses casos possuem algum tipo de relação. Mas o que se sabe é que essas pessoas estão preocupadas com recorrência desse erro. É que em alguns casos, eles nem conseguem cancelar o empréstimo que não fizeram.

O Procon afirma que esta é uma prática abusiva. Ou seja, nenhuma instituição financeira deveria fazer ninguém passar por isso. Ainda de acordo com o Procon o que mais preocupa é que a maioria das vítimas são aposentados e pensionistas do INSS.

Problema no consignado

O empréstimo consignado é aquele que a pessoa tira e a cobrança acontece diretamente no salário. Ou seja, a pessoa passa a ter um desconto pequeno por mês no salário até pagar o montante do empréstimo.

E é por isso que há uma grande preocupação com essa situação. É que, como se sabe, os aposentados já não recebem muito. Com esse golpe, eles podem ter descontos grandes a cada mês por causa de um empréstimo que não pediram.

1 comentário
  1. […] Procon registra aumento de reclamações em empréstimos consignados […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.