Principais executivos da Huawei tinham laços estreitos com empresa investigada nos EUA

0

Uma empresa obscura registrada em Hong Kong está no centro do processo criminal dos EUA contra a chinesa Huawei Technologies e seu principal diretor financeiro.

As autoridades americanas alegam que o gigantesco fabricante de equipamentos de telecomunicações usou a empresa para contornar as sanções econômicas americanas contra o Irã entre 2007 e 2014.

A Huawei disse que vendeu o negócio em 2007 e nega qualquer ato ilícito.

Brasil, meu Brasil

Agora, a imprensa descobriu ligações anteriormente não relatadas no Brasil entre a Huawei e a empresa, Skycom Tech Co Ltd, que poderia oferecer apoio ao caso americano contra o gigante da tecnologia e Meng Wanzhou, seu diretor financeiro e filha de seu fundador.

Registros corporativos arquivados no estado de São Paulo no Brasil mostram que a Huawei e a Skycom estiveram intimamente ligadas por cinco anos após a Huawei ter alienado suas ações na Skycom em 2007.

Até o final de 2007, dois outros executivos de alto nível da Huawei também tinham laços estreitos com a Skycom, mostraram os registros corporativos arquivados no Brasil e em  Hong Kong.

Ambos os homens, Ken Hu e Guo Ping, são atualmente vice-presidentes da Huawei e servem em regime de rodízio como presidentes da empresa. Guo agora tem o papel de presidente.

Nova Guerra Fria

O caso criminal é parte de uma campanha multifacetada e global de Washington para verificar o poder da Huawei, uma frente na guerra fria que se alastra na América com a China.

Os Estados Unidos têm feito lobby junto aos aliados para evitar o uso de equipamentos Huawei em seus sistemas de telecomunicações móveis de última geração, conhecidos como 5G.

Washington argumenta que a China poderia usar a tecnologia para atacar a infraestrutura crítica e comprometer o compartilhamento de inteligência. A Huawei e a China têm negado categoricamente isto.

O relacionamento da Huawei com a Skycom é central para o caso criminal de alto nível nos EUA.

Uma acusação dos EUA alega que Huawei controlou a Skycom e a usou para violar as sanções americanas ao obter equipamentos de informática americanos embargados no Irã.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.