PRF apreende quase duas toneladas de maconha no Paraná

Ao todo, forma duas apreensões que, de acordo com a PRF, causou um prejuízo de cerca de R$ 2 milhões ao crime organizado

0

Agentes da  Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam 1.952 quilos de maconha no final da noite dessa quinta-feira (10), em duas regiões do estado do Paraná. De acordo com a entidade, as duas ações contaram com o apoio da Polícia Civil. Ao todo, dois homens foram presos.

PRF prende Homem com maconha escondida dentro de cilindro de gás

A primeira apreensão aconteceu em Mandaguari. Por lá, os policiais rodoviários federais abordaram um motorista, de 30 anos, que conduzia um Voyage na BR-376. Durante uma vistoria de rotina, os agentes acabaram encontrando, no porta-malas e no interior do carro, 302,8 quilos de maconha.

Ao ser questionado, o motorista revelou que pegou a droga no estado de Mato Grosso do Sul e entregaria em Leopoldina (MG). Apos ser preso, o suspeito foi encaminhado para uma delegacia da Polícia Civil em Mandaguari, onde a ocorrência foi registrada.

Ao todo, forma duas apreensões que, de acordo com a PRF, causou um prejuízo de cerca de R$ 2 milhões ao crime organizado.
Ao todo, forma duas apreensões que, de acordo com a PRF, causou um prejuízo de cerca de R$ 2 milhões ao crime organizado. (PRF)

O outro caso aconteceu em Cascavel, quando os policiais rodoviários federais e policiais civis abordaram um motorista de ônibus na BR-277. Durante a fiscalização, o motorista, de 32 anos, disse que estava levando o veículo sem passageiros até Curitiba, também no Paraná, e que seria objeto de uma doação.

Desconfiados, os policiais iniciaram uma vistoria mais minuciosa no veículo e, por conta disso, contaram com o auxílio, inclusive, de cães farejadores, que encontraram 1.650 quilos de maconha, escondidas em fundos falsos.

Ao ser perguntado, o motorista afirmou que não sabia da existência da droga e que apenas havia sido contratado para levar o ônibus até Curitiba. Ele foi detido e a ocorrência foi registrada na Polícia Civil em Cascavel.

Com essas duas apreensões, afirma a PRF, a entidade deu um prejuízo de cerca de R$ 2 milhões ao crime organizado. Ambos os suspeitos serão indicados e responderão pelo crime de tráfico de drogas, podendo pegar até 15 anos de reclusão.

Leia também: Polícia Federal bate recorde de apreensões de bens do tráfico de drogas

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.